No Japão, tem acontecido alguns escândalos envolvendo empresas alimentícias adulterando datas de validade, mas se algum produto perecível tivesse estas etiquetas Fresh Labels, isso não seria problema: elas nunca mentem.

O conceito Fresh Label funciona detectando amônia que emana do produto na embalagem, e ficando mais escuro de acordo com a quantidade de amônia. Quando o nível de amônia chegar a um nível considerado inseguro, a etiqueta fica ilegível. É um sistema muito inteligente e que não pode ser manipulado com facilidade, e se tiver custo baixo pode ser adotado em grande escala. Enquanto isso, siga a mesma regra que você usa para escolher que roupas lavar: se estiver com cheiro ruim, não compre (nem use). [Swiss Miss via Serious Eats]