A televisão chinesa está cobrindo uma grande explosão na fábrica da Foxconn em Chengdu, na China. O lugar está um caos, mas já sabemos que, infelizmente, duas pessoas morreram e tudo aconteceu no prédio A05, a linha de produção do iPad 2.

A Foxconn nos enviou os detalhes oficiais do acidente:

Nós podemos confirmar que, aproximadamente às 19h de 20 de maio, houve uma explosão em nosso campus em Chengdu. Neste momento, também podemos confirmar que houve duas mortes e 16 outros feridos. Nós estamos trabalhando com oficiais médicos para fornecer tratamento aos fucnionários feridos, e estamos trabalhando com o governo e polícia para contatar as famílias de todos os funcionários afetados pela tragédia.

A situação foi controlada pelos bombeiros, e a causa desta explosão está sendo investigada pela polícia local. A Foxconn está cooperando totalmente com esta investigação.

A produção foi suspensa no local da explosão até o final das investigações. A segurança de nossos funcionários é nossa prioridade mais alta, e nós vamos fazer o que for necessário para determinar e lidar com a causa deste trágico acidente.

Agora, há mais de dez carros de bombeiros e dez ambulâncias no local. De acordo com relatos da TV, o local está um caos. Eis alguns vídeos da situação:

A mídia chinesa informou que seis homens e uma mulher foram enviados para o hospital na província de Sichuan às 21h (horário local), dois deles seriamente feridos. Depois, eles informaram que duas pessoas morreram, e pelo menos 16 ficaram feridas.

Além da perda trágica de pelo menos duas pessoas, o acidente – que a polícia chinesa diz que não foi causada por erro humano – pode piorar os problemas de fornecimento de iPads 2. Por enquanto, a explosão com certeza interrompeu a linha de produção do iPad 2, o que pode afetar as entregas desde já, dado que o estoque de tablets da Apple praticamente não existe – todos os iPads 2 são vendidos direto da fábrica.

A Apple tem tido problemas em atender a demanda pelo dispositivo. Há algumas semanas, a espera para quem comprou online chegou a até 6 semanas. Este tempo se reduziu para 1 a 2 semanas, mas é provável que o acidente deve atrasar a entrega de novo.

No entanto, ainda não sabemos a extensão dos danos na linha de produção, nem quantos componentes foram destruídos ou quando a produção será restabelecida. [Micgadget]