Estas são as primeiras fabricantes que trarão o Ubuntu Phone ao mercado

Há mais de um ano, estamos ansiosos pelos primeiros smartphones com Ubuntu. A Canonical prometeu lançá-los em 2014, e parece que vai cumprir: ela anunciou as duas parceiras que trarão os Ubuntu Phones ao mercado. Uma delas é a chinesa Meizu, conhecida por seus smartphones potentes e baratos – e por atrair filas em seus […]

Há mais de um ano, estamos ansiosos pelos primeiros smartphones com Ubuntu. A Canonical prometeu lançá-los em 2014, e parece que vai cumprir: ela anunciou as duas parceiras que trarão os Ubuntu Phones ao mercado.

Uma delas é a chinesa Meizu, conhecida por seus smartphones potentes e baratos – e por atrair filas em seus lançamentos.

Seu modelo mais recente com Android, o Meizu MX3, possui tela de 5,1 polegadas com resolução 1800 x 1080 pixels, processador Exynos 5 Octa (mesmo do Galaxy S4), 2GB de RAM e até 128 GB de armazenamento interno – algo pioneiro em smartphones. Os preços variam entre R$ 1.000 e R$ 1.500.

A outra fabricante é a espanhola BQ Readers. Ela vende smartphones, tablets, e-readers e até impressoras 3D. Um dos seus produtos é o smartphone Aquaris 5.7, com tela Full HD de 5,7 polegadas, processador quad-core, 2 GB de RAM e câmera de 13 megapixels; ele custa € 260 (cerca de R$ 850).

A BQ Readers promete “trazer o Ubuntu com suas melhores especificações de hardware”. No entanto, nem as fabricantes nem a Canonical falam sobre data de lançamento, preço e especificações – os detalhes devem ficar para a feira MWC, que começa neste final de semana.

Além disso, as duas empresas não têm presença no Brasil. Os dispositivos estarão disponíveis para compra online através da BQ, Meizu e Ubuntu.com. E Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, diz ao Engadget que duas fabricantes conhecidas vão adotar a plataforma em 2015, sem revelar quais. Mesmo assim, não espere um lançamento tão cedo por aqui.

Entre as principais novidades do Ubuntu para smartphones, está a interface focada em gestos. Deslize da esquerda para abrir a barra de programas; deslize de baixo para abrir o menu do app; deslize da direita e alterne entre apps. A barra de notificações também foi turbinada, e a tela inicial é um pouco diferente do que você vê no iOS e Android; confira aqui nosso hands-on do Ubuntu Touch.

A primeira versão estável do Ubuntu Touch foi lançada em outubro, mas ainda não está 100% pronta para os usuários. Se você quiser experimentar, instale-o no seu celular seguindo estas instruções; você também pode encontrar uma ROM para seu modelo não-Nexus visitando este link.

O Ubuntu Mobile conta com o apoio de operadoras ao redor do mundo, além de empresas de software e serviços como Evernote, LastPass e Grooveshark. Entre alternativas para smartphones, ele concorre com Tizen e Jolla/Sailfish. [Canonical via Engadget]

Sair da versão mobile