O Facebook não realizará mais seu evento de marketing global em San Francisco no próximo mês, anunciou a empresa na sexta-feira, no que muitos chamam de primeiro cancelamento relatado pela Bay Area atribuído ao surto de COVID-19.

“Com muita cautela, cancelamos nosso summit de marketing global devido à evolução dos riscos à saúde pública relacionados ao coronavírus”, disse um porta-voz do Facebook em comunicado à imprensa.

Mais de 4.000 participantes iam comparecer ao evento, informou a Reuters. Originalmente, o summit estava programado para os dias 9 e 12 de março no Moscone Center da cidade.

No início desta semana, o Facebook foi um dos gigantes da tecnologia a se retirar do Mobile World Congress deste ano por questões de saúde semelhantes antes que o organizador da conferência, GSMA, finalmente cancelasse o evento de Barcelona.

Até o momento, o COVID-19 – o nome oficial da Organização Mundial da Saúde para a doença de coronavírus de Wuhan, na China – matou mais de 1.500 pessoas em todo o mundo, superando o número total de mortes por SARS. Embora a doença seja menos letal que a SARS, ela permanece altamente transmissível – principalmente por meio de contato humano – um fato que tem sido um problema para grande parte do Vale do Silício, independentemente das garantias dos funcionários públicos de que o vírus está contido.

O Google também tomou precauções na Bay Area em meio ao surto. De acordo com um relato do Recode, a empresa colocou placas perto de banheiros, em pelo menos dois de seus escritórios da região, com dicas para os funcionários evitarem a propagação de germes e um link para um site interno onde eles podem saber mais sobre o coronavírus.

Mais ao sul, o condado de San Diego declarou uma emergência de saúde pública na sexta-feira, quando uma base militar local começou a examinar os norte-americanos que voltaram de Wuhan, de acordo com um relato da NBC. Até o momento, houve oito casos confirmados de COVID-19 na Califórnia, além de outros sete em todo o país.