Você pode criticar o Facebook por uma série de razões, mas se tem uma coisa que funciona relativamente bem na rede são os eventos. Por mais que você não compareça ou indique que vá neles, é possível saber o que está rolando em sua região e o interesse dos seus amigos para ir em determinados shows ou festas de aniversário.

Pensando nisso, o Facebook agora quer dar um gás na função Stories da própria rede social, permitindo que as pessoas coordenem eventos usando o recurso. Por ora, a funcionalidade será testada no Brasil, México e nos Estados Unidos, e estará disponível tanto para Android como iOS.

Desafio de 2019 de Zuckerberg envolve uma espécie de talk show com especialistas sobre problemas tecnológicos
Estudo mostra que idosos foram os que mais compartilharam notícias falsas nas eleições dos EUA em 2016

A implementação foi pensada no seguinte contexto: você poderá entrar na página de um evento e compartilhá-lo via Stories. Ao fazer isso, as pessoas poderão ver detalhes do evento.

Quem for convidado poderá se marcar como “interessado” ou se “vai” ao evento. Haverá também um link do evento em uma página e uma forma de começar uma conversa em grupo via Messenger entre as pessoas que confirmaram presença.

Nos EUA, segundo reporta o TechCrunch, a companhia só teve crescimento no uso em faixas demográficas de pessoas mais velhas, e a rede ainda prevê que perderia 2 milhões de usuários de 24 anos ou menos. Então, é natural que a rede tente implementar melhorias para que as pessoas se engajem mais na rede.

Parece fazer sentido a manobra, pois, aparentemente, a rede quer impulsionar um recurso interessante (no caso, criar eventos) na funcionalidade Stories — aliás, será um novo uso para Stories, além de compartilhar uma foto ou vídeo momentâneo.

Só tem que ver se vai dar certo. Pessoalmente, não uso muito os Stories do Facebook — só vejo quando toco sem querer na função ou, ocasionalmente, quando o app avisa que algum amigo/amiga postou algo novo por lá. Talvez esses eventos possam ser a razão para que mais pessoas acessem a funcionalidade.