O Google está tentando tornar suas buscas cada vez mais sociais, avisando se links da sua pesquisa foram compartilhados por seus amigos no Twitter, Buzz… Só falta o Facebook. Pena que Google e Facebook são rivais, então isto não deve acontecer tão cedo. Sabe quem não é rival? Facebook e Microsoft! Então a busca mais social que temos hoje… está no Bing. Olha só como ela funciona bem:

A integração entre Bing e Facebook só está disponível na versão americana do site, que você acessa direto por aqui. Primeiro, você faz login no Bing usando sua conta do Facebook, e dá permissão de acesso ao Bing. Simples e transparente: a conexão entre seu perfil e as buscas não é feita automaticamente, como no Google.



Depois, quando você buscar por um site, os links do site mais compartilhados no Facebook vão aparecer entre os resultados. Este é uma parte do que o Bing chama de QI Coletivo.

Da mesma forma, se amigos seus no Facebook curtiram um link ou site, a busca do Bing vai destacar o resultado. Algo semelhante já existe hoje no Google, mas para outras redes sociais, como o Twitter.

Se você procura por uma cidade, nos resultados aparece quem mora lá. Se você quer conhecer mais sobre Paris, e hoje alguém que você conhece mora lá, o Bing vai avisar você.

A busca social no Bing também tem outros detalhes, como integração com perfis de marcas e empresas – para você ser avisado de promoções quando procurar a empresa no Bing, por exemplo – busca de perfis do Facebook e, claro, resultados personalizados de acordo com seu perfil.

A Microsoft comprou um pedacinho do Facebook há algum tempo, então provavelmente tem prioridade em obter as informações da Rede Social. O fato de Facebook e Google serem rivais ajuda também. Ou seja, à medida que o Facebook ganha força, o Google vai ter que trabalhar ainda mais para tornar suas buscas mais sociais. Não criando mais outra rede social – isto já não deu certo – mas em passos pequenos, como o Google +1.

Enquanto isso, acesse neste link o Bing americano para saber como suas buscas podem ficar mais sociais. E aproveite para curtir nossa página do Facebook e nos seguir no Twitter, sim? [Bing Search Blog via Business Insider via Estadão]