O Facebook tem um recurso para que seus usuários se marquem como seguros após desastres ou atentados. Mas neste final de semana, a rede social quis saber de pessoas em todo o mundo se elas estavam bem após um ataque suicida no Paquistão.

Uma amiga recebeu no domingo, por SMS, a seguinte mensagem do Facebook: “Você foi afetada pela explosão? Responda SEGURO se estiver bem ou FORA se não estiver na área”. Ela mora a 12.000 km do local do atentado.

3EOKFKDV

Diversos casos semelhantes ocorreram em outras partes do mundo. Alguns usuários receberam um SMS; enquanto outros viram uma notificação do app dizendo: “Você está bem? Parece que você está na área afetada pela explosão no parque Gulshan-i-Iqbal, Lahore, Paquistão. Avise a seus amigos que você está seguro.”

No ano passado, o Facebook recebeu críticas por ativar a Confirmação de Segurança após os atentados na França, mas ignorar situações semelhantes em outros países (como um ataque que matou 40 pessoas no Líbano).

O executivo Alex Schultz respondeu dizendo: “queremos que esta ferramenta esteja disponível em qualquer lugar, sempre que puder ajudar” – mas parece que houve algo de errado durante essa expansão.

Em comunicado, o Facebook pede desculpas pelo equívoco e diz que corrigiu o bug rapidamente:

Nós ativamos a Verificação de segurança em Lahore, Paquistão, depois de uma explosão que ocorreu lá. Esperamos que a ferramenta seja uma maneira útil para as pessoas na região do bombardeio deixarem que amigos e família saibam que elas estão bem.

Infelizmente, muitas pessoas não afetadas pelo atentado receberam uma notificação perguntando se estavam bem. Este tipo de bug é contra a nossa intenção. Nós trabalhamos rapidamente para resolver o problema e pedimos desculpas a qualquer um que recebeu equivocadamente a notificação.

O atentado no Paquistão deixou 359 feridos e matou pelo menos 72 pessoas, muitas delas mulheres e crianças – a explosão ocorreu quando o parque estava cheio de famílias. O grupo insurgente Jamaat ul Ahrar, associado ao Talibã, reivindicou a autoria do atentado.

O Facebook lançou a Confirmação de Status de Segurança em 2014. Este ano, ela foi usada após o recente ataque em Bruxelas, e durante os alagamentos em março na região da Grande São Paulo.

[Disaster Response on Facebook via The Verge e Gawker]