As grandes empresas da web querem usar sua influência para ajudar no combate ao ebola. Na semana passada, o Facebook criou um botão para ajudar no envio de dinheiro para ONGs que lutam contra a doença, e agora o Google também apresentou uma iniciativa parecida.

>>> O que é o ebola, e por que uma epidemia global é muito menos provável do que você imagina

A campanha do Facebook é simples. Para começar, Mark Zuckerberg se comprometeu a doar US$ 25 milhões para o combate à epidemia da doença. E, para os usuários da sua rede social também darem uma contribuição, o Facebook incorporou um botão que ajuda quem quer fazer doação para a Cruz Vermelha, International Medical Corps, Red Crescent Societes and Save the Children. Talvez você já tenha visto um pequeno banner no topo do Feed de Notícias falando sobre o ebola – ele faz parte dessa campanha.

Já o Google anunciou a doação de US$ 10 milhões para empresas sem fins lucrativos, além de US$ 15 milhões que virão da fundação de Larry Page, CEO da empresa. Uma página para doações também foi criada – e, para cada US$ 1 doado por usuários, o Google doará mais US$ 2.

A epidemia atual do ebola já infectou mais de 13.000 pessoas e matou 4.818. Como a doença é relativamente rara, a criação de uma vacina para ela é bastante complicada. Por isso, qualquer contribuição para o combate à doença é sempre válida. [G1, 9to5Google]