Links e screenshots para divulgar conteúdo publicado originalmente no Facebook agora são coisas do passado. A exemplo do Twitter e YouTube, agora é possível incorporar conteúdo da rede social incorporando posts em qualquer site.

A nova opção foi revelada ontem à noite e, quando estiver disponível, será acessível pela seta do canto superior direito das atualizações. O resto funciona como em outros sites, como Twitter e YouTube: basta copiar o código e colá-lo em seu blog, site institucional, site pessoal… onde quiser.

Os posts incorporados (ou “embeddados”, como alguns dizem) são vivos, dinâmicos. Isso significa que, estando logado, você poderá curtir, comentar e até curtir a página do conteúdo exibido fora do Facebook. É um recurso bacana para tornar a experiência calcada em coisas que foram publicadas na rede social mais ricas. Imagine o punhado de matérias e análises rebuscadas da blogueira da Capricho publicadas com o post que originou a tempestade em copo d’água, o do desabafo dela, incorporado?

Em paralelo e na surdina, o Facebook está testando um recurso que ajuda o usuário a se lembrar do que aconteceu no passado. Chamado “On This Day”, e disponível apenas para alguns usuários, ele puxa do histórico fotos e atualizações dos seus amigos publicadas naquele dia em anos anteriores.

É algo muito similar ao que o Timehop faz, com a diferença de ser focado no Facebook — o Timehop é bem maior e abrange, além do Facebook, Twitter, Instagram, Foursquare, Flickr e até fotos tiradas com smartphone e câmeras comuns.

O “On This Day” está vinculado ao novo layout do Facebook, aquele que lembra versões móveis. Como todas as novidades limitadas a poucos usuários, não há a certeza de que essa será liberada para todo mundo, embora seja algo muito legal. O Timehop deixou uma lacuna ao excluir o acompanhamento de atualizações por email, limitando-o ao app móvel que só está disponível para iPhone. [Facebook, The Next Web]

Neste dia, no Facebook.