Considerando o histórico questionável do Facebook quando o assunto é privacidade, você acha que a empresa aprenderia a parar de se interessar pelo assunto ao lançar novos produtos que prometem ser seguros e protegidos de todos, exceto, você sabe, do próprio Facebook.

Nada disso impediu a empresa de se gabar de seu novo recurso de proteção de privacidade para o Facebook Messenger em um blog post publicado desta quarta-feira (22), escrito por Jay Sullivan, que lidera os esforços de privacidade e segurança relacionadas ao Messenger.



O recurso opcional, chamado “app lock”, adiciona “uma outra camada de segurança às suas mensagens privadas”, ao exigir que você use a impressão digital do seu telefone ou a tecnologia de escaneamento facial para abrir o Messenger. Sullivan acrescentou que “esse recurso opcional oferece a você a confiança de que, se um amigo ou membro da família precisar pegar seu telefone emprestado, ele não poderá acessar seus bate-papos”.

É uma configuração que mantém seus bate-papos salvos, digamos, de um companheiro de quarto bisbilhoteiro, mas realmente não faz nada para mantê-los protegidos do Facebook, que já provou ser mais do que confortável em monetizar qualquer coisa que aconteça em qualquer propriedade do Facebook — incluindo o Messenger.

E mesmo que Sullivan tenha sido rápido em apontar que “seu Touch ID [sistema de biometria do iPhone] ou Face ID não é transmitido ou armazenado pelo Facebook”, você deve se perguntar o quão sincera a empresa está sendo aqui, considerando como eles não tiveram problemas em armazenar detalhes pessoais como bate-papos de voz feitos na plataforma antes. E mesmo que não esteja armazenando seu rosto com este novo recurso, isso não diminui o fato de que a empresa provavelmente já possui dezenas de imagens do seu rosto que foram enviadas pela plataforma por você mesmo ou amigos.

Recurso App Lock, do Facebook Messenger. Crédito: Facebook

Sullivan continua dizendo que o novo recurso está sendo liberado para dispositivos iOS, e que estará disponível para Android “nos próximo meses”. Diz ele em blog post (ênfase nossa):

Você pode encontrar este recurso na nova seção de configurações de Privacidade. A seção de Privacidade torna mais fácil acessar configurações e recursos como quem vê seus Stories [do Messenger], stories mutados e pessoas bloqueadas. O bloqueio de apps e a seção Privacidade permitem personalizar sua experiência e escolher as configurações que melhor funcionam para você. Estamos sempre trabalhando para oferecer a você mais controle sobre sua privacidade. Assim, ao apresentarmos mais recursos de privacidade, você terá esse local centralizado para encontrá-los.

Se você deseja acionar o “app lock”, você deve estar com o Messenger atualizado em seu dispositivo iOS, tocar em sua imagem do usuário e escolher a opção Privacidade. Lá, você consegue ativar ou desativar a funcionalidade, além de consultar outros recursos de privacidade do Messenger.

É engraçado que o Facebook, como outros gigantes do setor da tecnologia, tenha um ponto cego estranho quando se trata de “dar a você mais controle sua privacidade”. Todos eles parecem dispostos a fazer promessas relacionadas à privacidade em nome de impedir, digamos, que seus dados valiosos sejam monetizados por um concorrente ou manter seus bate-papos fora da linha de visão de um colega de quarto bisbilhoteiro. Mas quando se trata de oferecer proteção à própria empresa, todas essas promessas ficam muito mais curtas do que qualquer um de nós esperava.