Categorias: FacebookFinanças

Facebook Pay é o sistema de pagamentos digitais da rede social nos EUA

Enquanto a Libra está enfrentando muita resistência de governos e órgãos de regulação financeira, o Facebook (ou devemos chamar de FACEBOOK?) lançou um sistema de pagamentos digitais bem mais simples. É o Facebook Pay. Ele começará a ser distribuído entre os usuários da rede nos EUA nesta semana.

Como o Facebook Pay, o usuário poderá transferir dinheiro para amigos, comprar itens vendidos na rede, pagar por itens em jogos e doar para campanhas de caridade e financiamentos coletivos. E tudo isso será feito em moedas já existentes, não uma que o Facebook resolveu criar. “O Facebook Pay é construído sobre as parcerias e a infraestrutura financeira existentes e é separado da carteira Calibra, que será executada na rede Libra”, diz o comunicado da empresa.

Segundo o texto, o plano é começar a disponibilizar o Facebook Pay para usuários de Facebook e Messenger nos EUA nesta semana. O site pay.facebook.com inclusive já está no ar. Depois, o sistema de pagamentos será adicionado também às outras redes da empresa: WhatsApp e Instagram. Ainda não há uma data para isso, porém. Também não há previsão para que o sistema seja lançado em outros países.

O Facebook Pay poderá ser usado com a maioria dos cartões de crédito e débito disponíveis, bem como com contas do PayPal. A empresa diz que usará o próprio PayPal, o Stripe e outros parceiros para processar os pagamentos feitos no sistema. Como lembra o Verge, o PayPal foi justamente uma das primeiras empresas parceiras a se distanciar do projeto Libra. Visa, Mastercard e Stripe tomaram o mesmo caminho logo depois.

A ideia de criar uma moeda própria e levar serviços financeiros para uma grande parte da população mundial, que ainda não tem conta em banco, vem sendo objeto de grande escrutínio por governos e autoridades financeiras do mundo todo. Um relatório do G7 chegou a dizer que projetos desse tipo podem destruir o sistema monetário e desequilibrar a estabilidade financeira. O presidente dos EUA, Donald Trump, criticou publicamente o projeto, e o governo francês prometeu proibi-la. Mesmo assim, o Facebook parece não ter desistido da ideia até o momento.

[Facebook, The Verge]

Giovanni Santa Rosa

Compartilhar
Publicado por
Giovanni Santa Rosa

Posts Recentes

“Sonic: O Filme” faz sua segunda estreia com um trailer divertido e visual repaginado

Após críticas, a Paramount Pictures acaba de lançar o novo trailer de Sonic – O Filme, trocando frases de efeito…

12 de novembro de 2019

App do Facebook no iOS 13.2 usa a câmera sem que o usuário perceba

Já faz um tempo que você pode usar praticamente qualquer app de rede social para tirar fotos ou gravar vídeos.…

12 de novembro de 2019

As melhores ofertas que encontramos no Esquenta Black Friday da Amazon

A Black Friday está chegando! No entanto, se você não quer esperar até o dia 29 de novembro para aproveitar…

12 de novembro de 2019

O rio Nilo pode ser uma janela para o manto da Terra

Alguns cientistas acreditam que o rio Nilo pode revelar mistérios do manto da Terra. Porém, isso tem a ver com…

12 de novembro de 2019

Instagram ganha recurso que permite fazer vídeos como os do TikTok

O Instagram está lançando um teste exclusivo no Brasil do recurso Cenas, uma ferramenta dentro do Stories que permite criar…

12 de novembro de 2019

Google acumulou dados de saúde de milhões de pessoas sem seu conhecimento

O Google iniciou parceria com a Ascension, empresa de sistemas de saúde, no ano passado e vem acumulando dados de…

12 de novembro de 2019