O FaceID, da Apple, colocou o reconhecimento facial sob os holofotes, e outras empresas parecem dispostas a explorar a tecnologia. Segundo o TechCrunch, agora é o Facebook que trabalha para implementar uma solução de leitura facial para desbloquear o acesso à sua conta, mas só em caso de perda da senha, como método de recuperar o acesso ao seu perfil de modo mais simples.

• União Europeia ameaça gigantes da tecnologia e pede maior esforço contra discurso de ódio
• O reconhecimento facial do futuro pode ser uma imagem de radar do seu coração batendo

Matt Navarra, diretor de mídias sociais do The Next Web, recebeu uma captura de tela de um pesquisador de redes sociais que usou um pseudônimo – Devesh Logendran – para mostrar o sistema em ação. Na imagem, que você pode ver abaixo, o procedimento pede que o usuário olhe diretamente para a câmera, e os números na parte superior da tela sugerem que o processo deve ter quatro passos.

Imagem: Captura de tela

Em entrevista ao TechCrunch, um porta-voz do Facebook confirmou que a empresa está testando o sistema e afirmou que ele só estaria disponível em aparelhos pelos quais o usuário já tivesse acessado sua conta anteriormente. “Estamos testando um novo recurso para pessoas que querem rápida e facilmente verificar propriedade da conta durante o processo de recuperação de conta. Esse recurso opcional está disponível apenas em dispositivos que você já usou para fazer login. Esse é um outro passo, junto com a autenticação de dois fatores via SMS, que estamos dando para garantir que os proprietários das contas podem confirmar sua identidade.”

Em uma de suas páginas de configurações, o Facebook explica que seu sistema de reconhecimento facial funciona a partir da comparação com sua foto de perfil e outras imagens e vídeos em que você foi marcado por amigos. Não está claro se a nova funcionalidade de recuperação de acesso usaria do mesmo expediente.

Se o Facebook conseguir superar o obstáculo de oferecer um serviço biométrico de maneira segura, à prova de hackers, essa nova funcionalidade pode se provar bastante útil, especialmente em situações em que a autenticação de dois fatores citada acima se mostra inviável, como durante uma viagem internacional. Por outro lado, são mais dados biométricos sendo recolhidos a todo o instante.

[TechCrunch]