Fahrenheit 451 de Ray Bradbury conta a história de um futuro distópico onde livros foram proibidos e são destruídos por bombeiros que os colocam em chamas. Ironicamente, a Super Terrain, uma editoria francesa, criou uma nova versão do clássico de Bradbury que exige calor extremo para que você possa ler.

• Livro de Newton com princípios da física é arrematado por US$ 3,7 milhões
• Você precisa resolver um quebra-cabeça para virar cada página deste livro de madeira

Jo Frenken compartilhou esse vídeo no Instagram mostrando um protótipo do livro, que foi desenvolvimento pelo Charles Nypels Lab, um laboratório no instituto de pesquisa holandês Jan van Eyck Academie, conhecido por fazer experimentos com material e mídias. As pages do livro são totalmente pretas – como um arquivo da CIA. Mas quando você aplica um pouco de calor, utilizando a chama de um isqueiro, neste caso, a tinta desaparece e o texto que está por baixo é revelado.

A Super Terrain aparentemente irá disponibilizar essa versão única de Fahrenheit 451 em algum momento de 2018. Recomendamos pegar um secador de cabelo para ler o livro. Uma chama de isqueiro ou qualquer outra coisa me parece muito arriscada.

[Instagram via Laughing Squid]