A chuva e a luz do sol são os principais ingredientes dos arco-íris, mas muitos outros fatores ambientais são necessários para realizar esse truque visual de maneira consistente, como aborda este artigo publicado no Bulletin of the American Meteorological Society.

“Arco-íris são alguns dos fenômenos ópticos mais espetaculares do mundo natural, e o Havaí é abençoado com uma incrível abundância deles”, conforme dito na abertura do documento. O texto explica os motivos, listando fatores como temperatura da superfície do mar, ventos alísios predominantes, topografia, entre outras variáveis.

Em um comunicado à imprensa, Steven Businger, autor do artigo e meteorologista da Universidade do Havaí em Mānoa, disse que o significado cultural dos arco-íris no Havaí é evidente na língua indígena. “Existem palavras para arco-íris aderentes à Terra (uakoko), hastes de arco-íris em pé (kāhili), arco-íris quase invisíveis (punakea) e arco-íris (ānuenue kau pō), entre outros”, disse. “Na mitologia havaiana, o arco-íris é um símbolo de transformação e um caminho entre a Terra e o Céu, como em muitas culturas ao redor do mundo”.

Imagem que transmite a importância cultural do arco-íris no Havaí. Colagem: Steve Businger/Boletim da American Meteorological Society.

Em seu nível mais básico, os arco-íris são fáceis de explicar: esses arcos icônicos e multicoloridos são causados ​​pela reflexão, refração e dispersão da luz viajando através de gotículas de água. Vemos arco-íris quando o Sol está situado em um ângulo de cerca de 40 graus em relação ao horizonte.

“Bilhões de gotas de chuva distribuídas ao longo de um cone nos ângulos de visão corretos contribuem para o fenômeno que percebemos como um arco-íris primário”, de acordo com o documento. Durante a manhã, quando o Sol nasce no céu, a altura dos possíveis arco-íris diminuem, enquanto o inverso acontece durante a tarde, com os mais altos arco-íris aparecendo antes do pôr do sol.

Diagrama mostrando o efeito do ângulo da luz solar na aparência de arco-íris. Imagem: Steven Businger/Boletim da Sociedade Meteorológica Americana.

Mas o arco-íris é mais do que gotículas de água e o ângulo correto de luz do sol. Como o artigo aponta, a localização do Havaí no Pacífico subtropical é ideal; o clima do arquipélago é fortemente influenciado pelos ventos alísios do nordeste, que aparecem em nove entre dez dias no verão e seis em dez dias durante os meses de inverno. As pancadas de chuva também são frequentes neste clima, com céu limpo aparecendo durante os intervalos.

As temperaturas quentes da superfície do mar aquecem o ar próximo à superfície, enquanto “a radiação para o espaço esfria o topo das nuvens, resultando em pancadas de chuva mais profundas pela manhã que produzem arco-íris a tempo do café da manhã”, disse Businger no comunicado à imprensa da Universidade do Havaí.

Arco-íris ao leste de Oʻahu. Imagem: Steven Businger.

 

Ao mesmo tempo, as montanhas também redirecionam os ventos alísios para o céu, auxiliando na produção de nuvens a sotavento. Na verdade, as montanhas são de extremamente importância no Havaí, já que as ilhas seriam desertos devido à escassez de chuvas, em comparação, por exemplo, com as centenas de centímetros de chuva que o arquipélago recebe anualmente, de acordo com a pesquisa.

O aquecimento diurno ajuda o vento a circular pelas ilhas, assim, quando os ventos são fracos à tarde, pancadas de chuva irão se formar sobre as cristas e encostas das montanhas – um conjunto de condições que leva a uma infinidade de arco-íris antes do pôr do sol. Outro fator tem a ver com o quão limpo é o ar no Havaí, resultado de seu isolamento.

Assine a newsletter do Gizmodo

“O Havaí é conhecido como uma das cadeias de ilhas mais remotas da Terra”, revela Businger. “A distância do Havaí significa que o ar é excepcionalmente limpo e livre de poluição atmosférica, poeira continental e pólen. Como consequência, há menos dispersão da luz do sol pelo aerossol, e a luz do sol contém todo o espectro de cores, mesmo em ângulos baixos quando o sol está perto do pôr do sol”.

Portanto, a questão aqui não é apenas a abundância de arco-íris no Havaí – eles também são visualmente espetaculares. Para aqueles de vocês que moram no Havaí ou esperam visitar, há um novo aplicativo chamado RainbowChase, que pretende ajudá-los a encontrar os arcos coloridos e um pote de ouro. O aplicativo, desenvolvido por Businger e seus colegas, permite aos usuários visualizar imagens de radar e de satélite de nuvens de chuva, além de acompanhar as condições climáticas locais.