Entre os muitos serviços para streaming de música, o MixRadio tem um diferencial: ele permite salvar playlists offline para ouvi-las sem conexão à internet, tudo de graça. Infelizmente, ele vai fechar as portas em breve.

O MixRadio pertence à Line, empresa japonesa de mensagens instantâneas. Ela diz em comunicado que “o streaming de música não será mais oferecido nas próximas semanas”.

O serviço está disponível no iOS, Android e Windows Phone. Você tem acesso a 35 milhões de faixas, mas só pode ouvi-las em playlists que o app oferece.

Há listas de reprodução prontas, e você pode criar um mix personalizado escolhendo até três artistas. Há também o “Meu mix”, com músicas que você curte e algumas sugestões adicionais.

O MixRadio é gratuito e você pode salvar as playlists para ouvir offline. O serviço é financiado por anúncios discretos na parte inferior da tela.

MixRadio e musica

Streaming gratuito em risco

Por que ele vai fechar? A Line diz que seria difícil garantir o crescimento do MixRadio devido “aos desafios financeiros impostos pelo mercado de streaming de música, e às prioridades da Line Corporation”.

Financiar um serviço de música apenas com anúncios é difícil. Apple, Google, Microsoft e Tidal oferecem acesso gratuito bastante limitado aos seus catálogos de música, na forma de rádio (Beats 1) ou playlists prontas; para obter recursos básicos, é preciso pagar.

Na verdade, a própria Line tem um serviço pago de streaming – o Line Music – que é oferecido no Japão e Tailândia, e ele não será fechado.

O Spotify é conhecido por seu plano gratuito, mas a situação não está fácil para eles: o prejuízo vem crescendo mais rápido que a base de usuários. É que anúncios, por si só, não conseguem pagar a conta: 75% dos usuários estão no serviço gratuito, mas trazem apenas 9% da receita – o resto vem de assinantes.

E não basta apenas cobrar por assinaturas: é preciso conquistar uma grande base de usuários e oferecer diferenciais, senão o serviço fecha – como aconteceu com o Rdio.

original (15)

Em 2011, a Nokia lançou seus primeiros smartphones Lumia, que vinham acompanhados pelo Nokia Music. Em 2013, o serviço foi renomeado para MixRadio e chegou a PCs. No ano seguinte, a Microsoft adquiriu o serviço junto à divisão de celulares da Nokia, e o vendeu para a Line.

E, 14 meses depois, a Line resolveu acabar com o MixRadio. Ela diz que vai “trabalhar com a equipe técnica e parceiros para garantir um processo tranquilo de encerramento”. Se você usava, prepare suas despedidas.

[Line via Windows Central]