Finalmente! Depois de muito sofrimento e atrasos, o Boeing 787 Dreamliner foi certificado para voos pela FAA (Federal Aviation Administration) e pela EASA (European Aviation Safety Agency), os órgãos regulatórios de aviação dos EUA e da Europa. Agora a Boeing pode começar a fazer entregas do avião para os clientes da empresa. E o avião é fenomenal.

O que torna o Dreamliner diferente? Fibra de carbono: este é o primeiro grande avião do mundo feito principalmente com este compósito. São 35 toneladas de plástico reforçado, para o qual foram usadas 23 toneladas de fibra de carbono. O Dreamliner também é mais eficiente em consumo de combustível que os modelos anteriores da Boeing, por ser mais leve devido à fibra de carbono.

O 787 voou pela primeira vez no final de 2009 nos EUA, mas desde então vem enfrentando problemas para ser aprovado: afinal, há riscos no uso de fibra de carbono em aviões. Mas a Boeing testou o Dreamliner o bastante, e respeitou as regras de aviação, e por isso conseguiu o aval da FAA e da EASA. A primeira entrega do 787 será para a japonesa ANA, em 26 de setembro. Boa viagem, Dreamliner! [Boeing]