O caro satélite Hitomi – feito para caçar buracos negros – passou um mês girando pelo espaço fora de controle. Agora, a Agência Espacial do Japão finalmente descobriu como perdeu o controle dele. Isso também significa que a agência nunca vai conseguir resgatá-lo.

>>> Ninguém sabe o que aconteceu com o satélite que veria buracos negros
>>> Satélite que vê buracos negros reaparece com pistas do que aconteceu com ele



A JAXA anunciou que esgotou todos os esforços para trazer o Hitomi de volta e vai deixar o satélite de US$ 273 milhões vagar pelo espaço. Ele foi descrito anteriormente como importante para desvendar mistérios do universo.

Apesar de a agência reconhecer que nunca vai recuperar o satélite, eles conseguiram uma boa explicação para o que aconteceu com ele logo após seu lançamento.

Não foi uma colisão com detritos ou um propulsor com defeito, como havia sido especulado. Em vez disso, a origem do problema foi uma série de erros de sistema (incluindo erros humanos e de software) que fizeram o satélite girar fora de controle. Pior ainda, os painéis solares em ambos os lados do satélite se soltaram nas bases, potencialmente explicando alguns dos detritos flagrados em torno do Hitomi imediatamente depois que ele começou a ter problemas. Isto matou uma de suas fontes primárias de energia.

O Hitomi tinha acabado de completar um mês no espaço antes dos sinais de que algo estava errado começarem a surgir. Primeiro, detritos foram detectados ao redor do satélite. Depois, tentativas de contato com o Hitomi resultaram apenas em um grande silêncio. Então, os pesquisadores detectaram o satélite girando completamente sem controle. Mesmo assim, a agência ainda acreditava que conseguiria recuperar suas funções.

Quando o satélite ressurgiu e enviou algumas mensagens estranhas para a JAXA, os pesquisadores esperavam ser um sinal de que os danos eram relativamente pequenos. As informações eram curtas e misteriosas, mas o simples fato de o Hitomi conseguir enviar essas mensagens dava aos pesquisadores esperanças de que ele poderia ser recuperado.

No entanto, a JAXA não apenas desistiu da ideia de recuperar o satélite perdido como também começou a duvidar da origem das mensagens misteriosas. Pesquisadores que examinaram as mensagens encontraram coisas estranhas nelas. Todas elas pareciam vir de diferentes frequências. Inicialmente eles culparam os danos pelos envios sem sentido, mas parece que o motivo real disso é que as mensagens nunca foram enviadas pelo Hitomi. Elas são provavelmente só resultado de interferência de rádio interceptada.

Agora que a JAXA desistiu de resgatar o satélite, ela diz que vai tentar solucionar os problemas que levaram a esse fiasco, para que o próximo satélite não saia rodando sozinho pelo espaço.

Imagem: conceito artístico do Hitomi/JAXA. Texto atualizado para esclarecer que a quebra dos painéis solares não foi o principal motivo por trás das falhas do Hitomi – isso foi uma consequência das falhas de sistema.