Um relatório da KPMG, empresa de consultoria, e H2 Ventures, de investimentos em capital de risco focada em fintechs, colocou três brasileiras em ranking mundial de startups financeiras. O Nubank e o GuiaBolso ganharam um espaço entre as companhias “mais bem estabelecidas” e a Geru entre as “estrelas emergentes”.

• Guiabolso agora usa inteligência artificial para te dizer como gastar seu dinheiro
• NuConta, a “conta corrente” no Nubank, agora está disponível para todos

É a quinta edição do relatório da KPMG com H2 Ventures, batizado de Fintech100. O ranking leva em consideração cinco itens: total de capital levantado, atividade de levantamento de capital, diversidade geográfica, diversidade de setor e o “fator-x”, que avalia o grau do produto e inovação no modelo de serviço e negócio.

As fintechs chinesas dominam o topo da lista. Três entre as cinco mais bem colocadas são da China.

A Ant Financial é a primeira colocada, a JD Finance está em segundo e a Baidu aparece em quarto. A hegemonia chinesa é quebrada pelo terceiro lugar, com a Grab, que é de Singapura. Em quinto está a SoFi, dos Estados Unidos.

No total, 36 países estão representados na lista. Em 2017, eram 29 países; em 2016, apenas 22. Segundo a KPMG, quase metade das empresas foram fundadas e continuam a operar em mercados emergentes. É o caso das brasileiras que aparecem na lista.

O Nubank surgiu como emissora de cartões de crédito sem anuidade com operação totalmente digital e recentemente lançou a NuConta, espécie de conta digital com algumas limitações em relação a uma conta corrente tradicional. A companhia é a 7ª colocada no Fintech100.

Já o GuiaBolso é um aplicativo de controle de finanças e plataforma de empréstimos, reunindo opções de diversas financeiras e oferecendo sua própria oferta. Eles ficaram em 46° lugar.

A Geru também funciona como plataforma de empréstimos. A companhia permite que clientes peguem dinheiro emprestado online, com taxas entre 1,88% e 5,02% ao mês e ficou em 16° lugar entre as emergentes.

A maioria das empresas que figura na lista são de pagamentos (34 delas). Em seguida vem fintechs de crédito (22), gerenciamento de finanças (14) e seguros (12). Há ainda as chamadas “multis”, que oferecem diversos serviços financeiros; são elas que dominam o topo da lista.

[H2 Ventures, KPMG]