A equipe do Firefox disponibilizou o primeiro beta do navegador a carregar o número de versão 3.5, e a atualização é bem robusta. Inclui, entre outros recursos, modo de navegação privada (pornô) e o veloz engine de JavaScript TraceMonkey.

Se você acha que o 3.5 apareceu meio que do nada, não está maluco – a equipe do Firefox julgou que o conjunto de mudanças era muito significante para uma designação 3.1 beta 4 e deu um nome mais impactante.

Políticas da Mozilla à parte, esse lançamento – o beta final do ciclo – é mais do que outro build 3.1 e realmente merece o novo nome. O modo privado tem muito mais opções do que o do Chrome ou o do Safari 4, os recursos de geocaching e HTML5 são muito legais (ao menos no papel), e a possibilidade de reabrir uma aba fechada pode ser muito útil. Mais importante, com o TraceMonkey e alguns outros ajustes no engine de renderização, a nova versão ao menos passa a impressão de ser mais rápido do que a 3.0. Vale o download. [The Inquirer]

    Firefox 3.5 Beta 4 is based on the Gecko 1.9.1 rendering platform, which has been under development for the past 10 months. Firefox 3.5 offers many changes over the previous version, supporting new web technologies, improving performance and ease of use, and adding new features for users:

    * This beta is now available in 70 languages – get your local version.
    * Improved tools for controlling your private data, including a Private Browsing Mode.
    * Better performance and stability with the new TraceMonkey JavaScript engine.
    * The ability to provide Location Aware Browsing using web standards for geolocation.
    * Support for native JSON, and web worker threads.
    * Improvements to the Gecko layout engine, including speculative parsing for faster content rendering.
    * Support for new web technologies such as: HTML5 and elements,
    downloadable fonts and other new CSS properties, JavaScript query selectors, HTML5 offline data
    storage for applications, and SVG transforms.