Fliperamas norte-coreanos são incrivelmente tristes

Já vi uns fliperamas bem toscos na minha época, a maior parte enfiada em algum canto sujo de qualquer hotel vagabundo que minha mãe nos fazia ficar, repletos de máquinas bastante gastas de Street Fighter II e Galaga. No entanto, eles tinham um certo charme, e ainda têm, se considerarmos que os fliperamas são uma espécie sob risco de extinção. Daí vemos esta máquina na Coréia do Norte, que é quase tão ruim quanto as antigas soviéticas.

Já vi uns fliperamas bem toscos na minha época, a maior parte enfiada em algum canto sujo de qualquer hotel vagabundo que minha mãe nos fazia ficar, repletos de máquinas bastante gastas de Street Fighter II e Galaga. No entanto, eles tinham um certo charme, e ainda têm, se considerarmos que os fliperamas são uma espécie sob risco de extinção. Daí vemos esta máquina na Coréia do Norte, que é quase tão ruim quanto as antigas soviéticas.

Sair da versão mobile