O que fazer se você gosta de paleontologia, mas não tem fósseis antigos sempre à sua disposição? Você arranja uma impressora 3D e começa a baixar arquivos do African Fossils, um repositório online de artefatos pré-históricos do Leste Africano.

Com mais de 40 fósseis digitalizados em sua coleção, você pode explorar renderizações 3D de fósseis de animais pré-históricos, de ancestrais humanos, e até mesmo ferramentas antigas.



Usando software da Autodesk, uma câmera DSLR, e muitas vezes o fóssil original (ao invés de uma réplica em gesso), essas representações nos deixam muito mais próximos de tocar artefatos antigos. E se você tiver uma impressora 3D à sua disposição – elas já estão à venda no Brasil – você pode até baixar arquivos do Sketchfab para fabricar o seu próprio fóssil.

Na coleção, você encontra crânios do Homo erectus, de animais e até o fóssil de uma baleia. Veja todos os modelos 3D aqui.

Esta não é a primeira iniciativa a unir paleontologia e impressão 3D. ​Hod Lipson, da Universidade Cornell, fez tabuletas cuneiformes em impressora 3D. Por sua vez, o Museu Semita da Universidade Harvard começou a consertar alguns dos seus artefatos no ano passado usando impressoras 3D.

Mas há algo bastante animador em ver a tecnologia moderna e o poder da internet permitindo criar uma réplica incrivelmente precisa de um fóssil de 20 milhões de anos. Se você adora paleontologia, ou mesmo se você está apenas curioso, dê uma olhada na galeria: [African Fossils]