Publicamos na terça-feira (23) uma nota mostrando um estranho iceberg geométrico que se soltou recentemente da plataforma de gelo Larsen C. Agora, a NASA liberou novas imagens que ajudam a ter uma noção mais completa de sua aparência e estrutura — e o iceberg continua esquisito pra caramba.

Cientistas da Operação IceBridge, da NASA, divulgaram a imagem inicial na semana passada, mas ela só mostrava uma porção do estranho iceberg.

Foto inicial do iceberg geométrico, que gerou grande repercussão internacional. Imagem: NASA/Jeremy Harbeck

Com grande parte do iceberg fora da imagem, não estava claro o quão geométrica a estrutura inteira era. Agora, novas fotos divulgadas pelos cientistas da IceBridge revelam a verdadeira forma do iceberg. Não é um retângulo perfeito, mas, ainda assim, é um quadrilátero altamente angular.

As fotos foram capturadas pelo cientista de suporte sênior da IceBridge Jeremy Harbeck, que avistou o iceberg tabular perto da plataforma de gelo Larsen C. Icebergs tabulares são produto do “parto” de plataformas de gelo — eventos de ruptura de grandes pedaços de gelo que de repente se soltam — e são conhecidos por suas linhas altamente angulares e seus topos planos.

“Achei bastante interessante”, disse Harbeck, em um comunicado da NASA. “Frequentemente, vejo icebergs com bordas relativamente retas, mas não havia realmente visto um antes com dois cantos em ângulos tão certos quanto esse tinha.”

Em julho de 2017, a plataforma de gelo Larsen C, da Antártida, soltou o enorme iceberg A-68, que pesa cerca de um trilhão de toneladas e ocupa uma área com aproximadamente o tamanho do Distrito Federal. Harbeck e seus colegas estavam investigando a enorme estrutura quando a forma geométrica foi vista.

“Na verdade, eu estava mais interessado em capturar o iceberg A-68 que estávamos prestes a sobrevoar, mas achei que esse iceberg retangular era visualmente interessante e bastante fotogênico, então, numa brincadeira, tirei duas fotos”, disse Harbeck.

Curiosamente, Harbeck avistou um segundo iceberg retangular durante o mesmo sobrevoo de 16 de outubro. Na terceira foto da galeria abaixo, você consegue ver três icebergs dignos de nota: o agora famoso iceberg geométrico à esquerda (levemente escondido pelos motores do avião), o novo iceberg tabular e, ao fundo, o A-68. Sim, ele é enorme assim — a extensão ao longo da linha do horizonte é um iceberg flutuante com cerca de 10 quilômetros de comprimento e por volta de 30 quilômetros de largura.

A Operação IceBridge, da NASA, é uma missão atual que monitora regiões polares e rastreia o sistema climático do planeta. Ela está atualmente no meio de um projeto de cinco semanas de duração que tem como objetivo mapear icebergs no norte da Península Antártica, uma missão que está programada para ser concluída em 18 de novembro. Ainda tem bastante tempo restante no projeto, então vamos torcedor para que os cientistas descubram mais anomalias.

[NASA]

Imagem do topo: NASA/Jeremy Harbeck