E como. A gente pensa que as atualizações do Android chegam só para os americanos, mas surpresa: até eles ficam com smartphones parados no tempo! O blog Android Power, da Computerworld, calculou quantos aparelhos de cada fabricante foram atualizados para o Froyo, e os números sugerem algo triste: se a fragmentação é tão grande por lá, como ficamos nós, brasileiros?

Como era de se esperar, a HTC é a que mais atualiza seus aparelhos, mas ainda faz pouco: só metade dos seus aparelhos com Android nos EUA receberam a versão 2.2 até o final de 2010. A Motorola fica num distante segundo lugar, por ter atualizado nos EUA apenas o Milestone e o Droid X – se bem que quase todos os outros aparelhos, como o Dext, Quench e Backflip, pelo menos receberam a versão 2.1.

A Samsung fica em terceiro por ter atualizado um aparelho nunca lançado no Brasil – e essa atualização deu tanto problema que até inutilizou alguns aparelhos. E o Galaxy S? Nem nos EUA eles atualizaram para o Froyo ainda – pois é, ele chegou antes por aqui (mesmo que “em fase de melhoramento”). E, amargando o último lugar, vem a Sony Ericsson: eles não atualizaram e nem vão atualizar a linha Xperia para o Froyo, confirmando nossos temores.

A LG não tem atualizações para o Froyo, mas por um bom motivo: os novos aparelhos da empresa já vêm com essa versão do Android. E vale lembrar que as operadoras nos EUA às vezes atrasam atualizações, algo que o Android Power levou em consideração aqui.

Por aqui, a situação é obviamente mais grave: não só nenhum aparelho recebeu a atualização para o Froyo ainda, como a maioria ainda roda a arcaica versão 1.5 – nem fomos levados oficialmente para a versão 2.1, algo com que os americanos puderam contar. Sim, o Galaxy S já pode ser atualizado oficialmente para o Froyo, só que ainda em versão com bugs, e o Milestone só receberá o Froyo ainda este trimestre – depois de muita reclamação, claro. Ainda é pouco.

O jeito, como muitos descobriram, é contar com atualizações não-oficiais. Se pelo menos as fabricantes não criassem tantos empecilhos para essas ROMs… [Android Power/Computerworld via Lifehacker]