Não é só o brasileiro que não desiste nunca. O inventor francês Franky Zapata informou que vai tentar mais uma vez atravessar o Canal da Mancha — trecho de mar que separa a França do Reino Unido — a bordo de sua prancha voadora Flyboard Air neste domingo (4). As informações são da agência de notícias AFP.

Recentemente, Zapata tem sido assunto de várias matérias. Primeiro, ele apareceu voando com sua prancha durante o desfile em memória da Guerra da Bastilha, na França, em 14 de julho. Posteriormente, ele disse que tentaria atravessar o Canal da Mancha, mas não conseguiu se estabilizar para reabastecer e acabou caindo na água.


Partida da primeira tentativa de Zapata

Desta vez, o inventor de 40 anos aposta em estratégia mais segura para reabastecimento. “Decidimos usar um barco maior para reabastecer, no caso um rebocador, que ficará em águas francesas”, disse um porta-voz da equipe do inventor à AFP. Na primeira tentativa, as autoridades francesas não tinham autorizado este tipo de embarcação.

Ele deve partir de Sangatte, no Norte da França, no domingo (4) pela manhã em direção à St. Margaret’s Bay, em Dover (Reino Unido). Se tudo der certo, o trajeto deve durar cerca de 20 minutos.

O grande problema para Zapata na locomoção é justamente o combustível. A prancha conta com cinco motores e ao todo ele consegue atingir velocidades na casa dos 140 km/h. O comum é que ele consiga 10 minutos de autonomia. Após isso, só reabastecendo. Por isso, o plano de fazer um pit stop em um rebocador, que é um barco mais espaçoso, para colocar combustível.

Não faz nem uma semana direito que Franky Zapata fracassou em sua primeira tentativa. Então, é legal ver ele tentar de novo. Apesar de autoridades francesas considerarem usar a prancha para fins militares, o feito de Zapata poderia atrair mais atenção para a invenção e incentivar maiores investimentos privados. Quem sabe num futuro próximo não estamos por aí deixando os patinetes elétricos de lado e dividindo o trânsito no céu com as pombas, hein?

[France24]