Funcionário de WalMart é pisoteado até a morte por compradores ensandecidos com Sexta-Feira Negra

É, galera, a Sexta-Feira Negra acaba de oficialmente sair do controle. Um funcionário de 34 anos de idade do WalMart tentava segurar a multidão em uma loja de Long Island, Nova York, às 5 da manhã de hoje, quando a turba arrancou as portas de suas dobradiças e avançou pela loja. O homem caiu e foi pisoteado por mais de 200 pessoas enquanto tentava respirar. É lamentável e desprezível e é culpa tanto dos compradores desumanizados quanto da loja WalMart onde ocorreu o incidente.

Por que não havia uma fila bonitinha de pessoas? Por que não deixaram entrar uma determinada quantidade de pessoas por vez? Que tipo de método é este de simplesmente deixar centenas de pessoas se amontoar contra as portas, só esperando para que elas se abram? Eles até podiam querer tirar uma foto do pessoal irrompendo pelas portas, mas eles intencionalmente geraram uma situação altamente perigosa.

Você consegue imaginar, digamos, uma loja da Apple fazendo isto quando do lançamento do iPhone? Ou quando o Wii foi lançado? Quando uma grande quantidade de pessoas são esperadas para um evento deste porte, é preciso haver certa organização, caso contrário ele será perigoso. O sangue deste homem está nas mãos do WalMart.

Quanto às pessoas que perpetraram o pisoteio, bom, espero que as merdas baratas que eles compraram tenham valido a pena. Eles terão que viver com o custo humano desta pechincha pelo resto da vida deles. [NY Daily News]

Sair da versão mobile