Em entrevista ao Guardian, o designer Marko Ahtisaari, da Nokia, sugeriu que vislumbra um futuro com smartphones da linha Lumia que não necessitem de nenhuma parte móvel. Não estamos falando apenas de botões: ele fala em eliminar os cabos de energia e de transferência de dados também.

Ao Guardian, ele disse que o próximo passo lógico no design de smartphones é a eliminação de elementos até chegar ao ponto em que os aparelhos sejam uma única unidade lacrada.

“Se você puder remover partes móveis e fazer [o smartphone] mais belo na parte dos componentes, nós faremos isso, então esse é o tipo de coisa que certamente estamos tentando melhorar. Leve isso ao extremo e se pergunte: por que há um conector?”

O Guardian sugere que ele está pensando em remover a porta micro-USB dos aparelhos Lumia. Isso significaria que eles apostariam em recarga via Wi-Fi, e provavelmente Wi-Fi para transferência de dados também. É um grande passo, mas podemos dizer que a tecnologia para isso já existe. E imagine quão belo os aparelhos ficariam.

Na verdade, ele é bem filosófico quando o assunto é o futuro do design de smartphones. “Em 1880, os carros tinham a estrutura de um cortador de grama — foram necessários 15 anos para que fosse aceito o formato em que as rodas traseiras controlam as rodas de traz”, disse. “Nós estamos no meio do caminho desta evolução de interação.”

Se agora nós nos irritamos com algumas limitações que os aparelhos lacrados trazem — a bateria não-removível sendo um dos motivos óbvios — podemos admitir que isso pode ser uma boa ideia no futuro. Talvez não tão útil, mas bonita, pelo menos. [The Guardian]