Pouco mais de um mês depois de ser anunciado na gringa, os Galaxy S9 e S9+ desembarcaram no Brasil. Nesta terça-feira (27), a Samsung anunciou os novos smartphones topo de linha em São Paulo com os preços salgados de sempre: o modelo menor custa R$ 4.299 e o maior R$ 4.899.

• Hands-on: Galaxy S9, um competidor à altura do iPhone X
• Samsung Galaxy S9 e S9+ têm pontos mortos na tela, relatam usuários

Os novos aparelhos são muito parecidos com seus antecessores; na frente a aparência é ligeiramente diferente, com bordas menores e que aparentam ser um pouco menos arredondadas. Na traseira, o posicionamento do conjunto da câmera e do leitor de impressões digitais mudou – antes estavam alinhados na horizontal e agora aparecem na vertical.

Câmera


Aparências à parte, a principal novidade do Galaxy S9 está na câmera. É o primeiro celular com abertura do sensor variável, que alterna entre f/2.4 (quando a iluminação está boa) e f/1.5 (para quando há menos luz) em um sensor de 12 megapixels. Essa é a maior abertura presente em um smartphone até o momento e a variação permite que as situações sejam melhor otimizadas.

Isso porque quando se tem uma abertura muito grande em um ambiente cheio de luz, as cenas podem ficar estouradas nas partes mais claras. Além disso, quanto maior a abertura, menos campo de foco e mais daquele efeito de cena borrada ao fundo – o que é legal, mas só quando se tem a intenção de tirar fotos assim, como retratos; para fotografar uma paisagem, não faz sentido. Com a variação, ela alterna para o que for melhor para o momento.

A Samsung afirma ter melhorado o sistema de processamento de imagem, que agora junta três conjuntos de quatro fotos em uma única imagem, com mais detalhes e menos ruído do que uma imagem composta apenas por uma única foto. Outra novidade da câmera é a captura de vídeos em slow motion em 960 fps (quadros por segundo) com intervalos de 0,2 segundo.

O S9+ tem todas essas características mais uma câmera secundária na traseira para tirar fotos com zoom óptico, esta com abertura fixa de f/2.4.

Por dentro

Esta é a primeira vez que a Samsung decide ter uma distinção maior entre o Galaxy S9 e S9+. Antes, era só o tamanho da tela e bateria. Agora, o modelo maior é também mais potente – além da câmera adicional, ele tem 2 GB de RAM extras.

O S9 tradicional é equipado com processador Snapdragon 845 – sim, a versão americana é a que chega ao Brasil. A memória e capacidade de armazenamento do aparelho permanece a mesma que a do S8: 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. A tela do aparelho continua com 5,8 polegadas e resolução de 2960 x 1440 pixels. A bateria também é a mesma do modelo anterior, de 3.000mAh.

O Galaxy S9+, por sua vez, vem com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. A tela do aparelho permanece com 6,2 polegadas e a mesma resolução de 2960 x 1440 pixels, e, assim como a versão menor, a bateria ainda é a mesma que a versão anterior, de 3.500mAh.

A Samsung manteve o plug de fone de ouvido padrão de 3.5mm – bacana para quem não quer investir em fones Bluetooth ou USB-C – e melhorou o alto-falante que agora é estéreo: o som sai da parte debaixo do celular e também no alto-falante do telefone, acima da tela do aparelho. O som é otimizado pela AKG e tem suporte ao Dolby Atmos.

Os modelos também contam com IP68 de resistência à água e poeira e possuem carregamento rápido por cabo ou sem fio.

Software e truques novos

Os celulares vêm com Android 8.0 Oreo de fábrica, com a tradicional camada de personalizações da Samsung.

São três opções de autenticação por biometria: leitura de íris, impressão digital ou reconhecimento facial. Os dispositivos contam com uma tecnologia de verificação que une leitura de íris e reconhecimento facial para desbloquear o aparelho – foi essa a resposta que a Samsung encontrou para o FaceID da Apple.

Outra resposta da companhia sul-coreana à empresa dos iPhones é o AR Emoji – que veio para preencher a lacuna no Animoji. Em vez de simular os movimentos do seu rosto em um boneco ou emoji, o AR Emoji, como ele é chamado, captura uma imagem de cem pontos do seu rosto e a transformam em um personagem 3D parecido com você.

Tudo que você precisa é tirar uma selfie, e em alguns segundos, sua foto vai ser transformada em um avatar digital completo, aí você pode configurar a cor de pele, cabelo, óculos e até as roupas. Então, você pode salvar em uma galeria e enviar uma versão sua para quem quiser pelas redes sociais — por ora, é compatível com Facebook Messenger e WhatsApp.

O AR Emoji consegue reagir à sua face, então se você piscar, ele capta suas expressões. São criados 18 adesivos com o seu rosto virtual são criados e podem ser acessados diretamente do teclado do celular.

Preço e disponibilidade

Os Galaxy S9 e S9+ foram anunciados nesta terça e estão em pré-venda, mas só chegam às prateleiras no dia 20 de abril. Os modelos custam R$ 4.299 e R$ 4.899, respectivamente. Eles estarão disponíveis nas cores preta, cinza titânio e ultravioleta.

Fotos: Sam Rutherford/Gizmodo