Veja só quem chegou às terras tupiniquins: o Galaxy Tab 7.7, da Samsung. Lembra dele? Você pode enxergá-lo como uma simples atualização do Galaxy Tab 7, mas se você curte esse lance de tablets menores, ele provavelmente será seu sonho de consumo. Agora, além de ter tablets de todos os tamanhos possíveis, a Samsung também quer encher suas tabuletas com conteúdos — como as revistas gratuitas da editora Globo.

Nós já ficamos cara a cara com o Galaxy Tab 7.7 no ano passado, durante a IFA, em Berlim. E particularmente eu gostei um bocado do que vi: além de rodar o Android 3.2, o aparelho tem evoluções sensíveis em seu design. Ele é fino — 7,89mm, 3,1mm a menos que o Tab original — mais leve — 335g, 45g a menos em comparação a seu antecessor. E ele ainda tem um acabamento em aço escovado bem bacana.



Mas a grande sacada é que o tablet é o primeiro com Super AMOLED da Samsung: com resolução de 1280 por 800 pixels, olhar para a tela do Tab 7.7 é uma ótima experiência. Com a leveza e a resolução, ele pode ser uma boa ferramenta para leitura. Pena que achamos que R$1.899 por um tablet de sete polegadas é muito.

E se ler nessa telinha é bom, esperamos que a Samsung estenda sua nova parceria ao Tab 7.7. A empresa fornecerá uma série de revistas da editora Globo — Época, Época Negócios, GQ, Auto Esporte e Galileu — de forma gratuita até o fim de fevereiro para quem tem um Galaxy Tab 10.1 ou 8.9. Como nós já falamos por aqui, os coreanos entendem que essa é uma saída interessante para vender mais tablets — tentando transformá-los em nossos Kindle Fire. Mas, novamente, para atingir esse patamar será necessário cortar um pouco os preços, certo?