Um egípcio queria mostrar sua gratidão para o Facebook, pelo papel que a rede social teve nos protestos do dia 25 de janeiro, e batizou a filha dele de Facebook. Eis o artigo do jornal egípcio Al-Ahram – um dos mais populares no Egito – traduzido pelo TechCrunch:

Homem batiza filha recém-nascida de Facebook

Um jovem de vinte e poucos anos quis expressar sua gratidão pelas vitórias conquistadas pela juventude do 25 de janeiro, e decidiu expressá-la nomeando sua primeira filha como “Facebook” Jamal Ibrahim (o nome dele). A família, amigos e vizinhos da menina, na região de Ibrahimya, se reuniram ao redor da recém-nascida para mostrar o apoio contínuo pela revolução que começou no Facebook. A menina “Facebook” recebeu muitos presentes dos jovens, que estavam mais do que felizes pela sua chegada e pelo novo nome. Um nome [Facebook] que chocou o mundo todo.

É um nome meio infeliz pra uma menina, apesar de tudo. Mas poderia ser pior. Vai que chamassem a coitada de Redtube da Silva… [TechCrunch]