Bill Gates e cia. admitiram que uma vulnerabilidade no Internet Explorer permitiu ao governo chinês (presumidamente) atacar as contas de Gmail de ativistas de direitos humanos, fazendo o Google ameaçar sair do país. E potencialmente causando um incidente diplomático.

O diretor de segurança da Microsoft, Mike Reavey disse o seguinte em um post de blog, de acordo com a BBC:

Com base em nossas investigações, nós descobrimos que o Internet Explorer foi um dos vetores usados em ataques direcionados e sofisticados contra o Google e possivelmente outras redes corporativas.

Resumindo: se você quiser lutar contra a opressão na China, não use o IE! Ou use um Mac. [Microsoft via BBC]