A GE (General Electric) simplesmente saiu do ramo de lâmpadas, conforme um anúncio da companhia nesta quarta-feira (27).

A empresa diz que a unidade de lâmpada que existe há 129 anos — foi formada em 1892 da General Electric Company, de Thomas Edison com outras duas companhias — será vendida para a fabricante de itens de casa inteligente Savant System em um acordo com termos não divulgados.

A divisão de iluminação está em busca de comprador desde 2017, e em 2018, ela se tornou a menor divisão da companhia, representando menos de 2% da receita da GE, de US$ 122 bilhões. Baixos preços de lâmpadas, além da rápida ascensão de tecnologias mais eficientes de iluminação comparado com os modelos incandescentes, transformaram a unidade da GE em uma perdedora de dinheiro.

Em particular, os consumidores mudaram para LEDs (diodos emissores de luz), que podem permanecer operacionais por décadas — uma tendência que dificilmente se reverterá, apesar dos esforços de Trump de reverter os padrões de energia das lâmpadas nos EUA. Como observou a CNN, há um efeito bumerangue aqui, pois a GE foi a empresa que inventou a iluminação LED em 1962,

A GE tem lutado para pagar dezenas de bilhões de dólares em dívidas que adquiriu ao longo de décadas e começou a se livrar de unidades com dificuldades e alguns ativos. A empresa finalizou a venda de sua participação remanescente na rede NBC Universal em 2013 e deixou de lado sua atuação no ramo de eletrodomésticos em 2016.

Outras tentativas recentes de redução de tamanho incluíram o fim da participação de US$ 4 bilhões na indústria de petróleo e seus negócios de iluminação comercial em 2018. Além disso, no ano passado, deixou de lado sua participação na divisão ferroviária de 100 anos e a venda de sua unidade BioPharma.

Isso tudo deixou a iluminação como essencialmente a única fatia da GE que restava no mercado voltado ao consumidor final ou com alguma conexão direta com o produto inventado por Thomas Edison.

A GE agora é uma empresa industrial centrada em suas unidades de aviação, saúde, energia e energia renovável. Mas o setor de aviação sofreu cortes devastadores durante a pandemia de coronavírus, incluindo milhares de demissões, segundo o Wall Street Journal. A GE também é uma grande empresa com contratos na área de defesa, que obteve dezenas de bilhões de dólares em receita do complexo militar desde 2003

As lâmpadas de marca GE continuarão a ser feitas sob um contrato de licenciamento com a Savant, no entanto, as empresas disseram à CNN que a fábrica GE Lightning em Clevland, nos EUA, não fechará ou reduzirá sua força de trabalho.

Robert Madonna, fundador e CEO da Savant, disse ao Wall Street Journal que “a iluminação é extremamente importante numa casa inteligente. E você pode fazer isso a um preço acessível para o consumidor”.