Há cinco anos, depois de um contador regressivo, depois de muita emoção, um grande blog de tecnologia aterrissava por aqui. Foi no dia primeiro de setembro, para ser bem exato, que o Gizmodo Brasil entrou no ar. De lá para cá, muita coisa mudou, mas só temos o que comemorar neste momento.

As comemorações não são poucas: é um prazer, por exemplo, contar que o mês de agosto, que acaba de se fechar, foi o maior da história do Gizmodo Brasil. Mais de 4 milhões de visitantes passaram por aqui neste último mês, e ficamos muito, muito felizes em saber que tantas pessoas chegam aqui, confiam no nosso trabalho e, muitas vezes, deixam aquela aba do Giz fixa no navegador.

Desde a última vez que escrevemos este texto de aniversário, uma série de coisas que nos orgulhamos aconteceu. Tivemos, em fevereiro, o surgimento do caso Neon Eletro, matéria produzida pelo nosso sempre esperto repórter Rodrigo Ghedin, que calhou na denúncia pelo Ministério Público, e pelo fim de um golpe que pegou tantas pessoas (aliás, teremos mais notícias sobre o desfecho desse caso em breve). Fechamos uma parceria com o UOL, o maior portal do país, e ficamos muito orgulhosos em saber que eles vieram em busca do nosso conteúdo, pelo bom trabalho que já tínhamos feito, e não vice-versa. É um reconhecimento importante.

Além disso, tivemos o surgimento do Makers e do Short Stories Live, a primeira incursão da F451, empresa que controla o Gizmodo aqui no Brasil, no mundo dos cursos e eventos. Queremos ir além das linhas da internet, e o melhor lugar para começar será nestes eventos, onde teremos o termômetro ideal para saber o que vocês querem, e ainda ofereceremos debates e discussões que valerão muito a pena.

Há muitos nomes para agradecer agora, mas vamos tentar de forma resumida fazer este momento-discurso-do-Oscar, primeiro aos que ainda estão conosco: nosso editor-assistente mais do que conhecedor da casa Felipe Ventura, ao repórter-das-ruas Daniel Junqueira, ao já citado Rodrigo Ghedin, e ao nosso estagiário-ninja Giovanni Santa Rosa. A equipe atual do Gizmodo é uma das coisas que mais me orgulham, e sei do potencial e do conhecimento de cada uma dessas pessoas. Além disso, por trás dos panos, é importante agradecer ao Caio Maia, o big boss da história, e a todos da F451, por acreditarem que conteúdo relevante vale o investimento, e que há espaço para algo diferente na internet brasileira.

Mas é importante lembrar daqueles que já passaram por aqui e ajudaram a construir o Gizmodo do jeito que ele é: ao Adriano Silva, por apostar na ideia, ao Pedro Burgos, por ser o cara que fez o Gizmodo ser o que ele é (e me ensinou muito do que eu sei hoje), ao Fabio Sabba, o primeiro editor do Giz, e a todos que passaram pela Spicy Media.

Mas claro que cinco anos é um marco muito grande, e não comemoraremos apenas com este humilde texto. Teremos um mês (sim, um mês!) de comemorações, com conteúdos especiais (infográficos, matérias especiais, vídeos) e, sem entrar em muitos detalhes, posso dizer que teremos também um momento ao vivo com vocês. Prepare-se: o conteúdo chegará nas próximas semanas, e juntos, brindaremos esse momento. E obrigado, leitores, por confiarem e nos ajudarem tanto nessa empreitada. Vida longa ao Gizmodo, meus amigos.