Primeiro, ele nos mostrou os limites dos mundos. Agora, o fotógrafo Robert Overweg captura alguns lindos erros desses mundos. 

A maioria das pessoas joga seus controles no chão quando um glitch (uma efeito estranho causado por uma falha na programação) arruina uma partida perfeita do seu jogo favorito. Mas não Robert Overweg. Ele adora, e transforma isso em arte.

Overweg é um autoproclamado "fotógrafo do mundo virtual". Na sua série "Glitches", ele capturou personagens zoados e estruturas bizarras que parecem com o que René Magritte poderia ter produzido se fosse um gamer. As paisagens apocalípticas absurdas ficam ainda mais absurdas com atiradores suspensos no meio do ar, como se pulassem de um trampolim, enquanto um arranha-céu queima à distância. Ou com o meu favorito: dois personagens fugindo dos zumbis em Left 4 Dead 2 e fazendo uma pausa para um abraço homoerótico flutuante (acima). 

Como Overweg faz isso? É "uma combinação de encontrar os glitches e forçar que eles aconteçam", ele nos conta em um email. Em Left 4 Dead 2, por exemplo, os companheiros controlados pela inteligência artificial são programados para seguirem o jogador dentro de certos limites; conseguir escapar destes limites faz com que os personagens fiquem um tanto loucos, resultando nas fotos Glitch-hug e Glitch up in the air (abaixo).

Aqui, em Grand Theft Auto IV, Overweg usou uma abertura invisível em uma das paredes para efetivamente deslizar para baixo do jogo.

Nem todas as fotografias são glitches no sentido técnico. Overweg descobriu esta fachada ao brincar de hackear Left 4 Dead 2. "Me disseram para ir em uma direção; eu decidi ir para o lado oposto e acabei encontrando esta linda construção", diz ele. "À distância e de uma determinada perspectiva, este pareceria ser um prédio normal". Esta aqui é de Half-Life 2:

Transformar glitches em obras estéticas não é novidade, e recentemente uma indústria inteira se formou ao redor da chamada glitch-art, completa com um simpósio de glitch-art e um livro de glitch-art. A maior parte dos trabalhos parece simplesmente erros, mas as imagens de Overweg, como alguns dos trabalhos de Magritte, são incríveis e sinistras justamente por serem "normais".

Dá pra tirar vários significados destas imagens – afirmações políticas sobre a busca pela beleza no ato de ultrapassar os limites, questões sobre a noção de autoria artísticas (as fotos de Overweg não têm qualquer tipo de edição) e daí em diante –, mas nós gostamos delas simplesmente porque são legais. Essa busca por significados a gente deixa para os teóricos da glitch-art

Veja mais em Fast Co.Design [Imagens via Robert Overweg]