O Telecine anunciou na última quarta-feira (6) que irá migrar a plataforma de streaming para o ambiente Globoplay. Oferecendo um conteúdo ainda mais completo e diversificado para o público brasileiro.

A empresa confirmou a informação à coluna do jornalista Léo Dias no portal Metrópoles. A escolha foi tomada “com base em decisões técnicas e estratégicas”, segundo a nota. Todo o conteúdo com filmes e documentários será migrado para o Globoplay, que pertencem ao Grupo Globo — enquanto o Telecine ficará apenas na TV fechada.

“A mudança visa concentrar seu extenso portfólio de conteúdo em um único ambiente e aprimorar a experiência dos usuários, além de trazer ganhos de sinergia para as operações. O movimento reforça a estratégia de relacionamento direto com o consumidor da Globo”, diz o comunicado.

Por e-mail, a impresa do Telecine esclareceu que a plataforma continua sendo o “hub de cinema”, com os seis canais lineares na TV paga e todo o conteúdo no catálogo em streaming.

Os sinais de uma possível migração estavam por aí já há um bom tempo. Um plano que unia os dois serviços (o Globoplay e o Telecine Play) começou a ser oferecido aos clientes no final de maio deste ano.

Em um momento no qual novos serviços de streaming pipocam a cada dia (o próximo deve ser o Discovery Plus), fica difícil escolher o melhor serviço — que caiba tanto no gosto quanto bolso. Mas as empresas de entretenimento seguirão tentando, é claro.

 

*essa matéria foi alterada em 10 de outubro, às 12h16 com informações fornecidas por e-mail.