É isso mesmo. A quase meia hora de pânico, desespero e terror sem poder acessar suas mensagens, além do Google Chrome travando, foi causada por um erro na configuração do servidor de sincronização do Chrome. Tim Steele, engenheiro da empresa, explicou isso no fórum de desenvolvedores.

Basicamente, o servidor de sincronização de dados do Chrome trabalha com cotas de dados orientadas a tipos de dados. Por conta de uma mudança nas configurações de carregamento, o serviço de cotas enfrentou problemas de tráfego. Como a mudança foi numa parte visceral, muitos serviços que dependem desse servidor sofreram problemas — foi o caso do Gmail. O Chrome Sync Server reagiu ao erro mandando os clientes acelerarem todos os tipos de dados, mas não levou em conta que nem todos as versões de clientes suportam todos esses tipos.

Como o erro foi humano, ele derruba as críticas à segurança na nuvem posteriores ao episódio — afinal, esse tipo de coisa pode acontecer na nuvem ou em qualquer lugar, já que é uma falha… humana, não de tecnologia.

O Google ainda prometeu explicações mais completas sobre o caso, e garantiu que o erro já foi corrigido. Menos mal, Google, menos mal. [Chromium via Ars Technica]