Em parceria com o Instituto Gilberto Gil, o Google está lançando uma coleção em homenagem à carreira do artista, batizada “O ritmo de Gil“. O anúncio veio no evento “Google for Brasil” que aconteceu na manhã desta terça-feira (14) em São Paulo, e acontece no mês de aniversário do músico, que completará 80 anos de vida no próximo dia 26.

Trata-se da maior coleção digital de um artista vivo, com mais de 41 mil imagens e 900 arquivos e vídeos e gravações. A mostra está disponível em inglês, português e espanhol.

Além disso, o Google vai liberar um álbum inédito gravado por Gil em Nova York, EUA. Até dois anos atrás, o próprio Gil acreditava que a gravação, feita há 40 anos, em 1982, havia se perdido com a dissolução da gravadora responsável pelo disco, uma subsidiária da Warner Music.

Na ocasião, Gil, ao lado da gravadora, decidiu gravar um disco com um produtor com vasta experiência com artistas negros. As gravações aconteceram com músicos do soul e do R&B, e geraram músicas inéditas e versões em inglês de músicas que já tinha lançado.

A fita cassete com as gravações perdidas foi encontrada durante o processo de curadoria e digitalização dos materiais, que agora compõem a mostra do acervo que homenageia Gilberto Gil. O Google Arts & Culture disponibilizou uma seção com todas as músicas inéditas de Gil e todo o contexto da gravação do disco para que os fãs do artista possam entender melhor a história.

O acervo reúne materiais que vão desde a infância do artista até sua posse como imortal na Academia Brasileira de Letras, em abril deste ano, passeando pela sua discografia e fatos curiosos ou pouco conhecidos de sua vida. E, conforme Gil continuar produzindo arte, mais registros serão adicionados à coleção.

Os usuários que acessarem a plataforma do Google poderão aproveitar a coleção em três partes.

  • “A música: um legado imortal”, parte que é totalmente dedicada à discografia de Gilberto Gil, seus métodos de composições e detalhes sobre os instrumentos favoritos do artista. A seção reúne a história de todos os discos, a espiritualidade de Gil, a relação com o rock, o violão e a sanfona.
  • “O Homem: momentos que fizeram Gil”. Nesta seção é possível conhecer detalhes sobre a infância e adolescência de Gil, como a relação com os pais, com direito a várias fotos deste período, até um dos capítulos mais recentes de sua trajetória, quando tomou posse como imortal na Academia Brasileira de Letras.
  • “Gil: o artista global”. A terceira seção mostra como o artista ultrapassou as fronteiras do Brasil e encantou o mundo com sua genialidade. A seção também traz algumas de suas influências e imagens raras com artistas internacionais de renome, como o cantor americano de R&B Stevie Wonder.

Toda a mostra pode ser acessada na versão web no site Google Arts & Culture ou nos aplicativos para Android e iOS.