O lançamento estava marcado inicialmente para amanhã, mas com os ataques hackers aos serviços do Google e o subsequente anúncio de que a empresa não estariam mais dispostos a censurar os resultados de busca como manda a lei chinesa, não é surpresa nenhuma este atraso.

Não há nenhum anúncio sobre o que pode fazer com que o Google vá em frente e lance os aparelhos, mas eu apostaria uma caixa de cerveja que tem algo a ver com uma certa permissão do governo para exibir resultados de busca sem censura. [AFP]