Você se lembra do Netscape Navigator? Ele já morreu faz tempo, mas uma parte dele sobrevive até hoje: os plugins NPAPI, que são compatíveis entre navegadores. Bem, à medida que os padrões da web evoluem – especialmente o HTML5 – os plugins se tornam cada vez menos necessários. Por isso, o Google quer exterminá-los de vez.

A partir de janeiro, plugins NPAPI serão bloqueados por padrão no Chrome estável. E até o final de 2014, o navegador não terá mais suporte a eles. Mas e como ficam o Flash, Silverlight e outros?

O Google explica que os plugins mais usados estarão a salvo. O Chrome tem Flash e leitor PDF embutidos, e eles continuarão a funcionar sem problemas, já que não usam NPAPI.

Quanto aos outros, seu uso será liberado no navegador: Silverlight, Unity, Google Earth, Java, Google Talk e Facebook Video não serão bloqueados pelo Chrome.

Mas e quando o navegador perder suporte aos plugins? É por isso que o Google está avisando com bastante antecedência, para as empresas se adaptarem. A empresa recomenda usar “tecnologias padrão da web”, como o HTML5 – algo que o Netflix já está fazendo.

Quando isto não for o suficiente, o jeito é usar tecnologias como Native Client e Packaged App. O problema é que, apesar de terem código aberto, elas ainda são restritas ao Chrome – não são compatíveis com outros navegadores.

A Chrome Web Store também receberá uma limpeza gradual. Em maio de 2014, apps ou extensões com plugins NPAPI serão removidos da página inicial e da busca. Em setembro, eles serão removidos de vez. A Web Store já não aceita mais apps ou extensões com plugins NPAPI.

Esta mudança deve definir os rumos da web: afinal, segundo o StatCounter, o Chrome é o navegador mais usado do mundo, correspondendo a 36% dos acessos totais (desktop + mobile).

Em janeiro, a Mozilla anunciou que o Firefox vai bloquear plugins NPAPI por padrão (exceto o Flash): você precisará clicar para ativá-los. No entanto, o navegador manterá o suporte a esses plugins. A mudança deve começar a valer na versão 26, a ser finalizada em dezembro. [Google via Tecnoblog]