O Google está exercendo sua influência por aí e usando sua última edição do navegador Chrome para tornar a internet um pouco mais segura. O browser está expondo sites que não implementaram o protocolo de transferência de dados mais seguro, o HTTPS, que impede que atores mal-intencionados digitalmente observem o que você faz enquanto navega na rede. A BBC informou que a barra de URL do navegador agora vai mostrar a frase “Não seguro” quando você visitar sites que não implementaram o HTTPS. Isso poderia ser o empurrão que faltava para as empresas, enfim, adotarem essa medida.

GIF: Google

O Chrome não é novo nesse lance de expor os outros. Anteriormente, a empresa disse que mostraria um aviso de “Não seguro” em sites que coletavam informações pessoais como senhas ou informações de pagamento — e fez isso. Agora, a versão 68 vai mostrar o aviso em todos os sites sem HTTPS também, tornando o recurso de segurança muito mais aparente.

• Como a segurança de sites HTTPS torna a internet mais protegida de invasores

O Why No HTTPS? tem uma lista de sites populares que não implementaram o HTTPS e outros protocolos de segurança. Ele inclui, entre outros, Alibaba, Speedtest.net, Daily Mail, BBC America e IMDb, sites populares visitados por milhões de pessoas diariamente.

Imagem: Google

O HTTPS criptografa os dados enviados entre você e o site que você está visitando, protegendo-o de hackers que seriam capazes de interceptar uma transferência de dados não rcriptografada e efetivamente ver a mesma coisa que você vê (incluindo sua senha ou suas informações de cartão de crédito). Quanto mais sites usarem o HTTPS, menos provável será que seus dados privados sejam roubados. Mas isso não significa necessariamente que você deveria parar de visitar os que não têm o protocolo. Apenas evite fornecer qualquer informação pessoal nesses sites.

Imagem do topo: Patrick Austin (Gizmodo)