O Google tem tido algum problema de identidade com seu ecossistema de transmissão. A confusão é grande, mas as últimas alterações têm como objetivo tornar a marca mais consolidada entre os diversos dispositivos que possuem a tecnologia de casting da companhia.

• Google anuncia Chromecast Ultra com suporte a 4K e roteador Wi-Fi inteligente
• O Google tem dois novos Chromecasts para suas músicas e vídeos

Nesta semana, foi anunciado que o Google Cast – a tecnologia que permite transmitir conteúdos – passará a se chamar Chromecast.

Ou seja, a tecnologia terá o mesmo nome que o dispositivo que pode ser conectado a uma porta HDMI — e que sempre se chamou Chromecast. Para controlar as transmissões os usuários irão utilizar o aplicativo Google Home.

https://twitter.com/Chromecast/status/801111758748483584

O app, inclusive, inicialmente se chamava Chromecast e algum tempo depois ganhou o nome Google Cast. Em outubro, ele passou a ter o nome atual, Google Home.

Como aponta o pessoal do Android Central, alguns modelos de TV já possuem a tecnologia de transmissão do Google integrada, dessa forma não é preciso comprar um Chromecast para mandar conteúdo do celular pro televisor.

No início, elas eram conhecidas simplesmente como “TVs com Chromecast integrado”. Depois, passaram a vir com o selo “TVs com Google Cast”. Agora a empresa voltou atrás e voltam a ser “TVs com Chromecast integrado”.

“Estamos rebatizando o Google Cast para ‘Chromecast integrado’ para ajudar os usuários a identificar a tecnologia presente no dispositivo” comentou um porta-voz do Google. “A nova marca começa oficialmente em 2017 e é por isso que estamos fazendo a transição neste momento.”

Enquanto isso, até segunda ordem, o dispositivo Chromecast continua se chamando Chromecast.

[CNET, Android Central]

Imagem: @iannnnn/Flickr.