Com todos os dados que são constantemente enviados e recebidos por nossos smartphones, tem havido um foco cada vez maior no combate a vírus, malwares e outros ataques onlines, ao ponto de que às vezes nos esquecemos do que está acontecendo à nossa volta, no mundo real. Mas uma boa segurança física ainda é uma das coisas mais importantes quando se trata de proteger nossos dispositivos, e, graças a alguns membros da equipe de pesquisas do Google, o seu celular poderá em breve detectar quando outras pessoas estiverem dando uma espiada na sua tela por cima de seu ombro.

Em uma apresentação a ser feita durante a conferência Neural Information Processing Systems na próxima semana, Hee Jung Ryu e Florian Schroff estão programados para discutir seu projeto de protetor de tela eletrônico, que usa a câmera de selfie do Google Pixel e inteligência artificial para detectar se mais de uma pessoa está olhando para a tela.

De acordo com Ryu e Schroff, o programa consegue reconhecer um segundo rosto em apenas dois milissegundos, funcionando a partir de uma série de ângulos, poses e condições de iluminação. E embora mais detalhes devam ser mostrados apenas na apresentação, uma demonstração do software em ação já pode ser visto no vídeo ainda não listado, mas público, acima.

Para chegar a esse reconhecimento rápido, parece que o programa da equipe está usando o TensorFlowLite, a mais nova empreitada do Google em inteligência artificial e aprendizado de máquina que usa o processador de seu celular para executar uma análise visual complexa em vez de precisar fazer o ping em servidores mais robustos na nuvem.

Portanto, na próxima vez em que você estiver olhando para informações sensíveis, sejam elas um documento de trabalho, uma mensagem de um amigo ou mesmo o PIN do seu celular, é exatamente esse tipo de programa que poderá ajudar a evitar que olhos curiosos espiem sua informação. Agora, a pergunta que fica é: quanto tempo levaria para essa funcionalidade chegar ao ecossistema mais amplo do Android? E vai chegar algum dia?

[Quartz]

Imagem do topo: Hee Jung Ryu via YouTube