Não só clientes do iPhone foram à Justiça devido ao caso recente de rastreamento: dois donos de smartphones Android estão processando o Google pelo mesmo motivo. Assim como os usuários do iPhone, eles querem transformar o processo deles em uma ação judicial coletiva.

Os dois americanos, donos do HTC Inspire 4G – uma variante do Desire HD – dizem no processo, aberto em 27 de abril, que eles foram rastreados “como que por um dispositivo de rastreamento, para o qual um mandado judicial seria normalmente necessário”. Claro que eles querem US$50 milhões em danos, mais uma ordem judicial para forçar o Google a parar de rastrear os donos de aparelhos com Android.

Mas vai ser difícil que os dois ganhem este processo, porque – ao contrário do iPhone – o Google pergunta se os usuários querem dizer onde estão, oferecendo a opção de “coleta, compartilhamento e uso da localização”, de acordo com o Google. A empresa disse que “quaisquer dados de localização que sejam enviados para os servidores de localização do Google são anônimos e não são ligados ou rastreáveis a um usuário específico”. [Bloomberg]