Google Fotos ajuda a apagar imagens para liberar espaço no seu smartphone

Novo recurso deleta todas as fotos que já foram guardadas na nuvem, ajudando a manter o smartphone com espaço livre.

Serviços de armazenamento na nuvem recebem com muito prazer as fotos tiradas pela câmera do seu smartphone, e eles até têm um recurso de envio automático para que você nem precise se preocupar em transferir as imagens para outro lugar. Além dessa conveniência, o Google Fotos também vai ajudar bastante a vida daqueles que têm pouco espaço no smartphone com um recurso que apaga as fotos que já foram enviadas para a nuvem.

>>> As melhores ferramentas para organizar suas fotos digitais
>>> 10 truques para você se tornar um mestre do novo Google Fotos

O novo recurso já está disponível no Android. Para acessá-lo, vá até as configurações do app e selecione “Liberar espaço no dispositivo” – o Google Fotos procurará automaticamente fotos que estejam armazenadas tanto no seu dispositivo quanto na sua conta do Google Drive e mostrará uma mensagem dizendo quanto você consegue liberar no espaço interno do seu smartphone.

Essa opção já existia para quem armazena fotos em resolução completa no Fotos, mas agora ele foi liberado para todos os usuários.

O Fotos também vai enviar uma notificação avisando que seu espaço interno está acabando e sugerindo que você remova imagens com mais de 30 dias de vida.

Espaço interno é um problema em muitos smartphones, e opções de 8GB e 16GB que costumam ser vendidas (especialmente nos modelos de entrada) não dão para muita coisa: instale alguns apps, tire algumas fotos, guarde algumas músicas e pronto, acabou seu espaço. Esse recurso, portanto, é bem-vindo, já que muitas vezes simplesmente esquecemos das fotos que tanto ocupam espaço no smartphone e que já estão guardadas em outro lugar.

Usuários do Google Fotos no Android já têm acesso ao recurso; no iOS, no entanto, ele ainda não está disponível, mas como de costume o Google diz que donos de iPhone receberão a novidade “em breve”. [Google via Gizmodo, The Verge]

Sair da versão mobile