Atualizado às 12h40 de 18/5

No Google I/O, conferência anual de desenvolvedores da empresa, foram feitos vários anúncios sobre o Android P e os próximos passos do Gmail e Google Assistente. Dentre as novidades, pelo menos uma vai chegar logo ao Brasil. No caso, o Google Lens, que estará disponível em português até o fim de maio.

O recurso, que antes ficava restrito ao Google Fotos, agora fará parte do app de câmera do Google. Na prática, ele conseguirá reconhecer textos, como receitas, senhas de Wi-Fi e cardápios — essa última opção é especialmente interessante para saber como é um prato visualmente. Será possível selecionar o nome do prato e fazer uma busca para saber como é antes de pedir. Outra possibilidade interessante do Google Lens é a de permitir copiar textos de imagens em tempo real.

O melhor e pior do Google I/O 2018 (até agora)

Ao analisar objetos em tempo real, quando tiver informação disponível, o Lens poderá, por exemplo, informar qual a raça de um cão ou mesmo a espécie de uma planta.

Por fim, o Google Lens terá ainda o recurso combinação de estilo. Baseado em um item ou uma peça de decoração, ele mostrará informações sobre o item, resenhas sobre ele ou mesmo exibir coisas com estilo semelhante.

Ok, mas quem vai receber? Bem, o Google cita que smartphones de diversas marcas terão o recurso no app de câmera. Dentre as que atuam no Brasil, estão as Sony Mobile, LG, Motorola e Asus. Tem ainda as que não têm atuação oficial por aqui, mas que as pessoas sempre importam do exterior: Xiaomi, HMD/Nokia, OnePlus, TCL e os Google Pixel.

Dentre as fabricantes, a Sony confirmou alguns modelos que vão receber o recurso:

O Xperia XZ2, o Xperia XZ2 Compact e o Xperia XZ2 Premium suportarão o Google Lens. No entanto, outros modelos estão sendo considerados.

Já a Motorola enviou o seguinte comunicado:

A Motorola informa que está trabalhando em parceria com o Google para oferecer suporte ao Google Lens em alguns de seus produtos. Assim que a empresa tiver mais novidades, compartilhará com os usuários.

Imagem do topo : Google