Antes do lançamento oficial do Android 11, o Google está liberando algumas atualizações para todos os celulares rodando Android 6 ou superior. Isso inclui algumas mudanças úteis para o Android Auto, um novo modo de hora para dormir, serviços de emergência aprimorados e melhorias na acessibilidade para pessoas com deficiência visual.

Pode parecer que não existe relação entre esses recursos, mas o objetivo dessas atualizações é ajudar a facilitar um pouco as coisas que você já faz e, ao mesmo tempo, reduzir as distrações e, em caso de acidente, fornecer mais informações para que as equipes de socorro possam prestar um atendimento melhor.

Novidades no Android Auto

Começando com o Android Auto, o Google atualizou sua interface de usuário para que, junto com as direções, você também possa ver uma pequena lista dos próximos compromissos da agenda. Assim, você mantém as mãos no volante e evita a necessidade de mudar entre diferentes apps enquanto dirige.

Interface do Android Auto vai facilitar entrar em contato com participantes de uma reunião. Crédito: GoogleInterface do Android Auto vai facilitar entrar em contato com participantes de uma reunião. Crédito: Google

Para compromissos que têm um número de telefone associado, o Google até adicionou um botão de discador, que permitirá que você ligue com um único toque em vez de precisar ficar procurando na sua agenda. E, graças a um aplicativo de configurações reformulado, os usuários do Android Auto devem ter mais controle sobre o que veem na tela de infoentretenimento do carro.

Modo Hora de Dormir

Para as pessoas que querem relaxar à noite, o Google está implementando o modo Hora de Dormir (que antes estava disponível apenas em telefones Pixel) para todos os dispositivos Android.

Ele traz uma série de recursos, como desativar notificações após um determinado horário, definir lembretes para a hora de dormir que aparecerão, por exemplo, no YouTube (na hora exata ou depois que acabar o vídeo que está você está vendo) ou escolher entre uma seleção de sons ou músicas do YouTube Music ou Spotify para ajudá-lo a relaxar antes de cair no sono.

Pela manhã, o Google também adicionou o Nascer do Sol, que liga a tela do seu celular antes de o despertador tocar. O brilho da tela vai subindo, e ela vai passando de laranja para amarelo. A ideia é ajudar a pessoa a acordar suavemente.

Todos esses novos recursos do modo Hora de Dormir estarão disponíveis em uma nova guia dentro do app de Relógio do Google.

Serviço de emergência e rede de Androids para detectar terremotos

Quando se trata de emergências, caso você precise ligar para pedir ajuda, o Google está expandido o ELS (Emergency Locations System) do Android para fornecer à equipe de emergência as configurações de idioma do seu dispositivo.

Isso deve facilitar a comunicação dos socorristas com você quando chegaram ao local ou, nos casos em que você não fala o idioma nativo, um aviso prévio de que eles talvez precisem achar um tradutor.

Além disso, pensando nos moradores da Califórnia preocupados com terremotos, o Google fez parceria com o US Geological Survey e o Gabinete de Serviços de Emergência do Governador da Califórnia para enviar alertas aos residentes, dando aos moradores alguns segundos para reagir e se preparar antes que o terremoto chegue a eles.

Enquanto isso, para pessoas que vivem fora da Califórnia (especialmente em lugares que não têm uma rede de sismômetros), o Google está dando aos telefones Android a possibilidade de fazer parte do sistema Android Earthquake Alerts, que transforma os aparelhos em minissismômetros móveis, criando o que o Google está chamando de a maior rede de detecção de terremotos do mundo.

No caso de haver atividade sísmica, seu telefone pode enviar dados para o servidor de detecção de terremotos do Google com informações “brutas” sobre o local do tremor, que o Google pode usar para determinar onde um terremoto está acontecendo e, em seguida, exibir essas informações na pesquisa do Google.

Novos recursos de acessibilidade e escaneamento de documentos

Por fim, para qualquer pessoa cega ou com deficiência visual, o Google adicionou novos recursos ao seu app Lookout, que usa a visão computacional para ajudar as pessoas nas atividades diárias.

Uma grande atualização do Lookout inclui um novo recurso que permite que as pessoas digitalizem documentos usando a câmera do telefone para facilitar o processamento dessas informações pelo leitor de tela do aparelho.

Usando o novo modo Food Label (rótulo de alimento, em tradução livre), o Lookout ajudará a guiar as mãos da pessoa para a melhor posição da câmera, de modo que a aplicação possa ler o código de barras no pacote de alimento e, assim, ter uma melhor descrição dele.

E com o novo modo de escanear documentos, usuários com deficiência visual conseguirão tirar fotos de itens como recibos ou cartas, cujos conteúdos podem ser enviados para uma ferramenta de leitura na tela.

O Google até atualizou o leitor de tela nativo TalkBack do Android com um design mais acessível, que deve facilitar o trabalho de centralizar o texto na tela do seu telefone e uma interface atualizada que exige menos toques para acessar os recursos mais usados.

A maioria dos novos recursos deve começar a ser liberada hoje em dispositivos com Android 6 ou superior. No caso do Android Auto, as mudanças chegam ainda neste mês.