Nesta terça-feira (15), o Google anunciou novos recursos para dispositivos Android que têm previsão de serem disponibilizados ao longo do segundo semestre deste ano. Um dos serviços que passará por atualizações é o Google Mensagens, e o que pode ter passado batido (inclusive por nós aqui do Gizmodo) é que a plataforma finalmente ganhará suporte para criptografia de ponta-a-ponta (E2E, ou end-to-end).

O protocolo já podia ser implementado por operadoras de telefonia, mas até então isso era opcional. Agora, ele será aplicado por padrão, por enquanto com algumas ressalvas. A primeira delas é que a criptografia funciona apenas em conversas individuais, o que significa que grupos continuarão sem essa camada extra de proteção.

Outro obstáculo é que a criptografia E2E só funciona se você tiver os recursos RCS Chat habilitados, o que pode ser necessário fazer manualmente acessando o menu de configurações do Mensagens do Google, selecionando Recursos de chat e certificando-se de ativar o botão de alternância, próximo a Ativar recursos de chat. Feito esse caminho, você verá um pequeno ícone de cadeado abaixo do botão de envio de mensagem.

O Google também garante que cada mensagem enviada criará uma chave única para decodificar o conteúdo. Essa chave não é compartilhada com o Google e, após a criação da mensagem criptografada, ela é excluída do aparelho e do smartphone do destinatário logo depois da mensagem ser aberta. Todo esse processo ocorre localmente, no próprio aparelho, e não entra em contato com servidores do Google.

A previsão do Google é lançar o recurso de criptografia de ponta-a-ponta nas próximas semanas. Para ter acesso à novidade, será necessário ter um celular rodando Android 6.0 (Marshmallow) ou superior.

Assine a newsletter do Gizmodo

Mais funções no Android

Além das atualizações no Google Mensagens, aparelhos Android a partir da versão Marshmallow ganharão um sistema de alertar de terremoto em locais potencialmente acometidos por esse fenômeno, avisando sobre possíveis riscos e emitindo recomendações aos usuários caso seja necessário abandonar suas casas. Haverá ainda uma mudança no design da interface do Android, que também passará a ter suporte ao WhatsApp. O Google Assistente, por sua vez, poderá ser usado para controlar outros apps compatíveis com o assistente de voz.