O Google é bem bom em encontrar praticamente qualquer coisa na Web — não importa o quão obscuro seja — mas sempre teve problemas na área social, enquanto o Facebook crescia loucamente. Mas, de acordo com anúncio da gigante das buscas hoje, a “transformação mais radical já feita” acaba de acontecer em seu mecanismo de busca. Mas talvez não no bom sentido.

O Google batizou a metamorfose de “Search, Plus Your World”. Ele integra o conteúdo do Google+ direto nos resultados de busca de três formas diferentes. Primeiro, agora ele fornece o “Resultados Pessoais”, que inclui fotos, posts de blog etc. que foram compartilhados de forma privada com você, além de mostrar suas próprias coisas. Qualquer imagem que você compartilhou usando o Picasa também será exibida. Segundo, a função de autocompletar da busca do Google também adicionará perfis do Google+, e também mostrará pessoas que também se interessam pelo mesmo tipo de buscas que você tem feito. Em terceiro lugar, ele agora simplifica o processo de encontrar outros perfis no Google+ baseado em grupos de interesse específicos, tudo baseado em suas buscas. Então, digamos que você procure por NASA, ele mostrará páginas do Google+ da NASA e grupos de interesse relacionados ao espaço, além dos resultados normais.

Por um lado, isso é algo bom, principalmente se você estiver usufruindo mais do que nunca os serviços do Google (e quem não está, né?). Você terá acesso a mais conteúdos do Google+ de forma mais simplificada e fácil de consumir. Tudo funciona em uma simples caixa de busca.

Por outro lado, como aponta o pessoal do Search Engine Land, isso pode ser um campo-minado de privacidade, já que informações “compartilhadas de forma privada” podem vir a ser lidas por pessoas que estão nos seus círculos e por milhões de usuários do Google. Você terá que tomar muito cuidado para fazer com que suas fotos (sabe, aquelas fotos) sejam tagueadas de forma restrita antes que sua vó jogue seu nome no Google.

Além disso, amarrar seu serviço de rede social tão fortemente com o já clássico serviço de busca parece bastante os tempos em que a Microsoft se esforçou para colocar o Internet Explorer em todos os Windows. Todos sabemos o que aconteceu com a empresa (a Microsoft foi processada por leis federais de antitruste e pagou uma bolada gigantesca). Isso não parece nada bom, principalmente por ser um sistema em que você precisa escolher sair caso não queira usar.

Agora, se você não quiser compartilhar sua vida pessoal ou ter resultados de buscas baseados na vida pessoal de outras pessoas, escolher sair é fácil. No canto superior direito de qualquer página de busca, você verá dois botões — um com uma silhueta, outro com um globo. Clique no globo para desligar o sistema de compartilhamento, clique na silhueta para ligá-lo novamente. [SearchblogCNNParisLemonGoogle Blog]