O jornal Financial Times informou hoje que o Google está conversando com estúdios de Hollywood para lançar um serviço de vídeos em pay-per-view no final de 2010. Se isso acontecer, o YouTube se transformará em uma gigantesca locadora virtual de filmes via streaming.

Pessoas envolvidas com as conversas afirmam que o Google está tentando convencer os estúdios de cinema que “o apelo internacional de um serviço de filmes via streaming on-demand” em conjunto com o maior buscador do mundo e com o YouTube atrairia um “enorme número” de pessoas. Basicamente, o Google acredita que o YouTube e Hollywood se dariam muito bem se trabalhassem juntos. O preço dos filmes ainda não teria sido definido, mas a expectativa é que eles custem 5 dólares.



Apesar de o Financial Times falar em uma “ação global”, é difícil acreditar que um sistema como esse se expanda tão rapidamente para o globo. A chance da locadora do Google chegar oficialmente no Brasil é pequena, já que serviços de streaming como Hulu não estão em nosso mercado, e as versões nacionais, como do NetMovies, sofrem de um mal brasileiro: a internet por aqui é muito lenta para pensar que alguém pagaria para ver um filme com soquinhos e bufferings de 10 em 10 segundos. Por enquanto, esse projeto do Google não deverá desembarcar por aqui.

As negociações do Google com os estúdios está acontecendo há alguns meses, mas tomou corpo de vez nas últimas semanas (talvez por conta de um certo evento dia primeiro de setembro). Se as informações forem reais, combinadas com a iminente Google TV, esse acordo poderá transformar o Google em um dos braços fortes do mundo da distribuição de entretenimento digital. E um concorrente direto à Apple em mais um mercado. [Financial Times]