Mês passado, o Facebook começou um experimento no Android: alguns usuários recebiam um aviso para instalar uma nova versão do app que não passava pelo Google Play. A ideia era testar funções novas entre poucas pessoas, e depois lançá-las para todos através do Play.

Mas se o Facebook pode atualizar seu app sem passar pelo Google Play – e pelo filtro de malware – o que impede um desenvolvedor malicioso de fazer o mesmo? Por isso, agora o Google proíbe desenvolvedores de atualizarem apps fora de sua loja.

Antes, se o usuário optasse por permitir instalações de fontes desconhecidas, um app poderia emitir um alerta para levá-lo a uma atualização hospedada em qualquer lugar. As novas regras, no entanto, dizem que:

Um app baixado do Google Play não pode modificar, substituir ou atualizar o seu próprio código binário APK usando qualquer método diferente do mecanismo de atualização do Google Play.

Não há muito espaço para interpretações diferentes aqui. Então parece que o Facebook – e qualquer outro que via a Play Store apenas como um mero intermediário – terá que respeitar as regras do Google.

A nova política vale apenas para apps no Google Play: se você instalou o apk de outras fontes, vai receber as atualizações como sempre. [Google via Verge]