Buscapé, tremei: o Google começou hoje, em fase beta, a versão nacional do serviço Shopping, um agregador de preços simples e bem prático. Além de contar com o sistema de busca impecável do Google, o site já fechou parceria com diversos varejistas para exibição de resultados. E se isso parece pouco para você, é bom pensar em como isso pode funcionar no futuro.

Assim como o Buscapé, o Google Shopping oferece respostas baseadas em termos de busca específicos — como nome exato de um aparelho — ou com termos mais genéricos, como “TV de LCD” (mas os resultados nesse caso costumam ser beeem amplos). Se lá fora o Google já tem 1 bilhão de produtos cadastrados, por aqui a coisa começa aos poucos, com alguns varejistas importantes (Casas Bahia, Compra Fácil, Extra, Netshoes, entre outros). Mas, ei, somos o primeiro país da América Latina a receber o Shopping.

O que realmente nos empolga com o Google Shopping: a possibilidade de integração com elementos do futuro. Com o crescimento de aparelhos Android com NFC e a chegada do Google Wallet, é possível fazer uma união sinistra para compras: você encontra um produto, busca no smartphone se esse é o melhor preço no Shopping, e usa o próprio para pagar tudo. Pode não ser melhor do que carros voando, mas já é um bom começo. [Google Shopping via Info]